Kurupí
Notícias recentes
Enem 2019 recebe mais de 3 milhões de solicitações de isenção da taxa; resultado sai na quarta

Enem 2019 recebe mais de 3 milhões de solicitações de isenção da taxa; resultado sai na quarta

access_time12/04/2019 08:23

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 recebeu 3,6 milhões de pedidos de isenção da taxa de R$

Motoristas devem ficar atentos quanto aos procedimentos para renovação da CNH

Motoristas devem ficar atentos quanto aos procedimentos para renovação da CNH

access_time02/09/2019 09:54

Os cidadãos que possuem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) devem ficar atentos quanto ao prazo

Viatura da polícia que levava 2 adolescentes detidos por homicídio capota

Viatura da polícia que levava 2 adolescentes detidos por homicídio capota

access_time03/12/2018 09:10

Uma viatura da Polícia Civil capotou nesse sábado (1º) enquanto transportava dois adolescentes detid

Mato Grosso

Produção de soja em MT aumenta mais de 250% em 20 anos

Produção de soja em MT aumenta mais de 250% em 20 anos

access_time15/10/2019 16:14

Dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) apontam que a produção de soja no estado aumentou 255% em 20 anos. Na safra 2000/2001, foram produzidas 9,6 milhões de toneladas do gr...

Marido é preso suspeito de quebrar braço de mulher e impedir socorro em MT

Marido é preso suspeito de quebrar braço de mulher e impedir socorro em MT

access_time15/10/2019 16:01

Um homem de 41 anos foi preso em Sinop, a 503 km de Cuiabá. Ele é suspeito de quebrar o braço da mulher dele e trancar a vítima dentro do restaurante do casal para impedir que ela buscasse atendimento...

'Pensei que fosse um cachorro', diz moradora que teve casa invadida por onça-parda em cidade de MT

'Pensei que fosse um cachorro', diz moradora que teve casa invadida por onça-parda em cidade de MT

access_time15/10/2019 15:51

A moradora que recebeu uma visita inesperada de uma onça-parda no sábado (12), no Bairro Cavalhada, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, afirmou que quando viu o animal deitado na casa dela pensou que foss...

Brasil

Prédio residencial desaba em bairro de classe média de Fortaleza

Prédio residencial desaba em bairro de classe média de Fortaleza

access_time15/10/2019 15:49

Um prédio residencial de sete andares localizado na Rua Tibúrcio Cavalcante, nº 24, no Bairro Dionísio Torres, em Fortaleza, identificado como Edifício Andrea, desabou na manhã de hoje (15). O Corpo de Bombeiros está com várias equipes na área do desabamento, inclusive com ambulâncias. A prefeitura da capital cearense informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que uma equipe da Defesa Civil do município também está no local. A Defesa Civil do Ceará confirmou à Agência Brasil a morte de uma pessoa. Informações não oficiais dão conta de que o porteiro do prédio conseguiu escapar. Dona de um estabelecimento comercial que funciona a cerca de 100 metros do local onde o prédio desabou, Andrea Barbosa de Sousa disse à Agência Brasil que o edifício era residencial e estava ocupado. “Só escutei um barulho muito grande. Foi tipo uma explosão. Eu saí correndo quando vi a nuvem de poeira chegando até aqui, na loja. Saí na calçada e não vi quase nada, só algumas pessoas correndo em meio à nuvem de poeira”, afirmou a comerciante ao retornar para fechar a loja que havia abandonado e deixado aberta. “Os bombeiros estão interditando a rua, pedindo para os vizinhos saírem de casa e atendendo a algumas pessoas”, acrescentou Andrea. Recepcionista de uma pet shop que funciona na mesma calçada do Edifício Andréa, Sávio Matheus Ferreira de Castro Pinto afirmou que a queda do prédio foi precedida por um barulho que aumentou gradativa e rapidamente, até culminar com um som semelhante ao de uma explosão. “Achamos que se tratava de uma batida de carro. Só que o barulho foi aumentando e aí veio a nuvem de poeira. Fechamos as portas e ficamos dentro da loja porque demoramos a entender o que tinha acontecido. Não dava para ver nada, só alguns destroços espalhados pela rua. Quando saímos na calçada já tinha muita gente chorando. Um desespero”, relatou o recepcionista à Agência Brasil. De acordo com ele, “muita gente” morava no condomínio. “O próprio dono da pet shop conhecia um morador”, acrescentou o recepcionista, relatando que o edifício “parecia muito velho, a ponto de parecer estar abandonado”.

Classificados

Mundo

Equador manterá subsídio ao combustível para favorecer os mais pobres

Equador manterá subsídio ao combustível para favorecer os mais pobres

access_time15/10/2019 11:30

O presidente do Equador, Lenín Moreno, aprovou ontem (14) novo Decreto nº 894, que deixa sem efeitos a decisão que suspendia o subsídio aos combustíveis, razão pela qual o país enfrentou 12 dias de violentas manifestações. O novo decreto estabelece a imediata elaboração de um novo texto que "permita uma política de subsídios aos combustíveis, com um enfoque integral, com critérios de racionalização, foco e setorialização, que garanta que esses (subsídios) não se destinem ao benefício de pessoas com mais recursos econômicos nem a contrabandistas de combustíveis". A ideia, defendida pelos indígenas em negociação, é que o novo decreto, ainda por ser concretizado, favoreça a população mais pobre. Normalização Hoje (15), o Equador amanheceu com os preços dos combustíveis reduzidos ao valor de antes do Decreto 883, aquele que suspendeu o subsídio e causou revolta. Todo o serviço de transporte público da capital também voltou a funcionar normalmente. Outro serviço que voltou à normalidade hoje foi a educação. O Ministério da Educação do Equador anunciou que as aulas seriam retomadas a partir desta terça-feira (15) em todo o território nacional. As aulas tinham sido suspensas na terça-feira da semana passada, dia 8. Limpeza O Município de Quito anunciou um mutirão permanente de limpeza. Após o fim dos protestos, toneladas de sujeira e escombros precisam ser retiradas das ruas. Nos arredores da Casa de Cultura, aonde os indígenas ficaram alojados, ou mesmo no Parque Del Arbolito, palco das manifestações, há toneladas de lixo, galhos e folhas de árvores, roupas, embalagens plásticas e paralelepípedos soltos. O último relatório da Defensoria Pública afirma que foram registradas 8 mortes e 1.340 feridos atendidos nos Centros de Saúde devido aos protestos. Entre os mortos, 7 eram homens e uma era mulher. As idades variam de 26 a 49 anos.

anuncie aqui