anuncie aqui
Notícias recentes
Temer sanciona lei da reoneração e edita MPs que reduzem R$ 0,46 no preço do litro do diesel

Temer sanciona lei da reoneração e edita MPs que reduzem R$ 0,46 no preço do litro do diesel

access_time31/05/2018 08:12

O presidente Michel Temer sancionou nesta quarta-feira (30) a lei que prevê a reoneração da folha de

Avô que matou neta atropelada ao dar ré em caminhonete vai responder em liberdade

Avô que matou neta atropelada ao dar ré em caminhonete vai responder em liberdade

access_time04/06/2018 10:45

O avô que é suspeito de matar a própria neta de 1 ano atropelada, ao dar ré na caminhonete que ele d

Mulher é presa na rodoviária após esfaquear homem em bar

Mulher é presa na rodoviária após esfaquear homem em bar

access_time08/06/2018 10:34

Uma mulher de 44 anos, identificada pelas iniciais S.L.S., foi presa na noite de quinta-feira (07) a

Mato Grosso

MT ocupa o 9º lugar do país no ranking de apreensões de cigarro contrabandeado

MT ocupa o 9º lugar do país no ranking de apreensões de cigarro contrabandeado

access_time22/05/2019 10:11

O estado de Mato Grosso ocupa o 9º lugar no país no ranking de apreensões de cigarros contrabandeados, segundo dados do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial em parceria com a Receita Federal. O...

Primeira identidade do país no novo modelo cartão é entregue em Mato Grosso

Primeira identidade do país no novo modelo cartão é entregue em Mato Grosso

access_time22/05/2019 10:05

O primeiro lote de carteira de identidade com o novo modelo de cartão, passou a ser entregue em Mato Grosso. De acordo com o diretor da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec), Rubens Okada...

Mulher é presa acusada de vender drogas próximo de escola em Peixoto de Azevedo

Mulher é presa acusada de vender drogas próximo de escola em Peixoto de Azevedo

access_time21/05/2019 09:11

Uma mulher foi presa pela Polícia Militar acusada de tráfico de drogas nas proximidades de uma escola, na Rua Amazonas, no Bairro Mãe de Deus, em Peixoto de Azevedo, segunda-feira (20). De acordo com ...

Brasil

Total de domicílios alugados no Brasil cresce 5,3% em um ano

Total de domicílios alugados no Brasil cresce 5,3% em um ano

access_time22/05/2019 10:02

Dos 71 milhões de domicílios existentes no Brasil em 2018, 12,9 milhões eram alugados. Os números, que revelam um aumento de 5,3% na comparação com 2017, constam da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua). Divulgada hoje (22), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ela reúne informações relacionadas a características gerais dos domicílios e moradores de todas as regiões do Brasil no ano de 2018 e compara os resultados com os de anos anteriores. Entre 2017 e 2018, o aumento de residências alugadas foi observado em todo o país. A elevação mais expressiva foi de 5,8% na região Sudeste. Atualmente, 20,5% de todos os domicílios situados em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo são alugados. Embora tenha tido registrado um avanço proporcionalmente menor em relação a 2017, o Centro-Oeste permaneceu como a região com o maior percentual de residências alugadas. Estão nesta situação 22,9% do total. A quantidade de domicílios próprios, quitados ou ainda em pagamento, também cresceu em números absolutos entre 2017 e 2018. Casas próprias No entanto, houve leve queda proporcional no período. Em 2017, dos 69,5 milhões de domicílios, 51 milhões eram próprios, o que representa 73,3%. Já em 2018, as residências próprias eram 51,5 milhões das 71 milhões existentes, isto é, 72,5%. A pesquisa do IBGE revela ainda que, em 2018, 31 milhões dos domicílios estavam situados no Sudeste, 18,5 milhões no Nordeste, 10,7 milhões no Sul, 5,5 milhões no Centro-Oeste e 5,3 milhões no Norte. Na comparação com 2017, o maior aumento proporcional ocorreu no Norte, onde houve crescimento de 3,1% do total de residências. Em números absolutos, a expansão mais significativa se deu no Sudeste, com 762 mil novos domicílios. O levantamento também apresenta um recorte em relação ao tipo das residências no país. Casas representam 86% e apartamentos 13,8%. O restante (0,2%) reúne habitações coletivas como cortiços ou cabeças de porco. O número de apartamentos, após uma redução de 3,1% de 2016 para 2017, acusou crescimento de 7,1% em 2018. A pesquisa mostrou que, nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, o percentual de casas supera a média nacional: 92,7%, 90,9% e 89,0%, respectivamente. Por outro lado, o Sudeste e o Sul registram respectivamente 18,4% e 14,3% de apartamentos. Ambas as regiões estão acima dos 13,8% observados no país. Amostra De acordo com o IBGE, os pesquisadores visitaram 168 mil domicílios. Além das características dos endereços, a Pnad Contínua investiga a composição populacional em termos de sexo, idade e raça, possibilitando análises em torno dos traços sociais e demográficos do país e dos aspectos do mercado de trabalho. São publicados ainda relatórios mensais e trimestrais com informações conjunturais relacionadas à força de trabalho e suplementos com periodicidade variada que abordam outros temas pesquisados, como educação e imigração. *Texto alterado às 10h52 para correção de título

Classificados

Mundo

Trump: Irã receberá reação de

Trump: Irã receberá reação de "grande força" se atentar contra os EUA

access_time21/05/2019 08:50

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou, nessa segunda-feira (20), que o Irã enfrentará uma reação de "grande força" caso faça algo que vá contra os interesses norte-americanos no Oriente Médio. Acrescentou que Teerã tem sido muito hostil em relação a Washington. O presidente norte-americano disse a repórteres que está disposto a negociar com o Irã "quando eles estiverem prontos", mas que agora não há discussões em andamento. As declarações de Trump foram dadas apesar de pressões de Teerã para que os EUA tratem a República Islâmica com respeito, e não com ameaças de guerra, em resposta a comentários feitos pelo líder norte-americano no domingo (19), que ampliaram as preocupações quanto a um possível conflito entre os dois países. "Com o Irã, veremos o que acontece", disse Trump. "Mas eles têm sido muito hostis. Eles realmente têm sido os provocadores número 1 do terror." "Acho que o Irã estará cometendo um grande erro se fizer algo. Se fizer alguma coisa, receberá uma reação de grande força, mas não temos indicações de que eles farão", disse. "Não teremos escolhas", completou. Trump alertou os líderes iranianos que não telefonem para conversas, a não ser que estejam preparados para negociar.