anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Quase todos os mortos em queda de avião eram cubanos, diz jornal oficial

Quase todos os mortos em queda de avião eram cubanos, diz jornal oficial

access_time19/05/2018 07:07

Um Boeing 737-200 caiu logo após decolar do Aeroporto Internacional José Martí, em Havana, nesta sex

Vice-presidente Mourão quer fortalecer cooperação com a China

Vice-presidente Mourão quer fortalecer cooperação com a China

access_time15/05/2019 08:39

Em entrevista ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, o vice-presidente da República, Hamilton Mo

MP quer multa de R$ 10 mil para morador com Covid que ‘furou’ quarentena

MP quer multa de R$ 10 mil para morador com Covid que ‘furou’ quarentena

access_time23/07/2020 07:04

O promotor Marcelo Mantovanni Beato requereu ao judiciário de Peixoto De Azevedo, em tutela de urgên

Mato Grosso

Policiais e agentes do IBAMA destroem máquinas utilizadas na extração ilegal de minérios em Mato Grosso

Policiais e agentes do IBAMA destroem máquinas utilizadas na extração ilegal de minérios em Mato Grosso

access_time18/10/2021 08:55

A Polícia Federal, com o apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Fundação Nacional do Índio fez, ontem, mais uma ação para combater extração ilegal de minéri...

Polícia Civil cumpre 19 mandados em segunda fase de operação contra grupo criminoso envolvido em roubos e adulteração de veículos

Polícia Civil cumpre 19 mandados em segunda fase de operação contra grupo criminoso envolvido em roubos e adulteração de veículos

access_time18/10/2021 08:38

Dezenove ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão, são cumpridas pela Polícia Civil na Operação Imperial, 2ª fase – Loki, deflagrada na manhã desta segunda-feira (18.10), pela De...

Presidente do Indea de MT está entre as 100 mulheres mais influentes do agronegócio do país

Presidente do Indea de MT está entre as 100 mulheres mais influentes do agronegócio do país

access_time18/10/2021 06:43

A presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Emanuele de Almeida, é destaque da Lista Forbes dessa semana, em homenagem ao Dia da Mulher Rural, comemorado em 15 de outubro....

Brasil

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear

access_time18/10/2021 08:40

O governo federal sancionou a lei que cria a Autoridade Nacional de Segurança Nuclear (ANSN). O texto, assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, foi publicado na edição de hoje (18) do Diário Oficial da União. A nova estrutura, que tem sede no Rio de Janeiro, será responsável por monitorar, regular e fiscalizar as atividades e instalações nucleares no país. Segundo a Presidência da República, a ANSN surgiu a partir de um desmembramento da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), a qual agora ficará responsável pelos trabalhos de pesquisa e desenvolvimento do setor. De acordo com a presidência, a ANSN usará estrutura e pessoal atualmente previstos para a CNEN e, por isso, não causará impacto no Orçamento da União. Entre as atribuições da nova autarquia estão definir regras sobre segurança nuclear, proteção radiológica, segurança física das atividades e das instalações nucleares; regular e controlar estoques e reservas de minérios nucleares; e conceder licenças e autorizações para usinas nucleares, operadores de reator, pesquisas, e para o comércio interno e externo de minerais e minérios. “A criação da ANSN tem o objetivo de separar a pesquisa da regulação e, com isso, atender exigências de gestão e também obter mais celeridade nas atividades. Exigência da Convenção de Viena aderida pelo Brasil, a ANSN veio para cumprir o requisito de independência da autoridade nuclear, separando atividades que estavam sendo acumuladas pela CNEN. Além disso, permitirá que os setores de pesquisa e desenvolvimento e regulação atuem de forma separada com interlocutores distintos, trazendo benefícios para ambas as autarquias”, informa nota da presidência.

Classificados

Mundo

China desmente teste de míssil hipersônico

China desmente teste de míssil hipersônico

access_time18/10/2021 07:49

A China testou um veículo espacial em julho, não um míssil hipersônico com capacidades nucleares como relatado pelo Financial Times, disse o Ministério das Relações Exteriores chinês nesta segunda-feira (18). Citando cinco pessoas familiarizadas com o assunto, o Financial Times afirmou no sábado (16) que a China testou um míssil hipersônico com capacidade nuclear que voou para o espaço, andando ao redor do globo antes de cair em direção ao seu alvo e não atingi-lo. O jornal disse que o fato "pegou a inteligência dos Estados Unidos (EUA) de surpresa". "Não foi um míssil, foi um veículo espacial", disse o porta-voz do ministério, Zhao Lijian, sobre a reportagem, acrescentando ter sido um "teste de rotina" com o propósito de testar tecnologia para reusar o veículo. A importância de um teste de reúso é que ele pode "fornecer um método barato e conveniente para humanos viajarem pacificamente de e para o espaço", disse Zhao, acrescentando que muitas empresas realizaram testes similares. O Ministério das Relações Exteriores chinês disse que o teste ocorreu em julho, não em agosto, como relatou o Financial Times. Os EUA acompanham de perto o programa chinês de modernização militar para avaliar os possíveis riscos impostos por um competidor cada vez mais assertivo.

Spigreen