Kurupí
Notícias recentes
STF mantém idade mínima para ingresso no ensino fundamental

STF mantém idade mínima para ingresso no ensino fundamental

access_time02/08/2018 07:39

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (1º) manter a validade da norma que definiu a idade mí

Governo da Tailândia quer controlar gravações de filmes sobre os meninos resgatados em caverna

Governo da Tailândia quer controlar gravações de filmes sobre os meninos resgatados em caverna

access_time20/07/2018 16:34

Tailândia quer controlar como os filmes vão retratar os 12 meninos e o técnico do "Javalis Selvagens

Homem quase morre por picada de cabeça de cobra cortada do corpo

Homem quase morre por picada de cabeça de cobra cortada do corpo

access_time07/06/2018 08:25

Um homem do Texas, nos Estados Unidos, precisou de 26 doses de antídoto de veneno de cobra após ter

Após eleições na Argentina, dólar aproxima-se de R$ 4
Marcello Casal JrAgência Brasil

Após eleições na Argentina, dólar aproxima-se de R$ 4

Bolsa do país vizinho fechou com queda de 37,9%

access_time13/08/2019 07:49

O resultado das eleições primárias na Argentina refletiu-se no mercado financeiro brasileiro. O dólar comercial fechou esta segunda-feira (12) vendido a R$ 3,984, com alta de R$ 0,042 (1,06%). Esse foi o maior valor para a divisa desde 28 de maio (R$ 4,02).

No mercado de ações, o Índice Ibovespa, da B3 (antiga Bolsa de Valores de São Paulo), também teve um dia turbulento e encerrou aos 101.915 pontos, com desvalorização de 2%.

O mercado financeiro da região atravessa momentos de volatilidade, após o candidato da oposição às eleições presidenciais argentinas, Alberto Fernández, ter obtido 47,65% dos votos na votação primária de domingo (11), contra 32,08% do presidente Alberto Macri, que tenta a reeleição. O índice Merval, da Bolsa de Buenos Aires, caiu 37,93% apenas nesta segunda-feira, na maior queda diária no mercado de ações na história do país.

Ao longo do dia, o dólar chegou a superar a barreira de 60 pesos argentinos, mas fechou em 52,14 pesos. A moeda do país vizinho desvalorizou-se 14,99% somente hoje. Para conter a saída de capitais, o Banco Central da Argentina aumentou os juros básicos do país para 74% ao ano. O risco país argentino, que mede a probabilidade de o país dar calote na dívida pública, encerrou esta segunda-feira em 1.936 pontos, contra 1.017 pontos de sexta-feira (9).

*Com informações da Télam, agência pública de notícias da Argentina





Por: Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil*

Outras notícias

Comentários