anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Federação proíbe ‘mulheres trans’ de competirem em eventos femininos

Federação proíbe ‘mulheres trans’ de competirem em eventos femininos

access_time24/03/2023 10:52

A Federação Internacional de Atletismo anunciou que “mulheres trans” (pessoas que nasceram do sexo m

Fifa define chaveamento do Mundial de Clubes 2023; confira

Fifa define chaveamento do Mundial de Clubes 2023; confira

access_time05/09/2023 07:43

A Fifa realizou nesta terça-feira, 5, o sorteio do chaveamento do Mundial de Clubes de 2023, marcado

Felipe Neto e Manuela d’Ávila no governo Lula

Felipe Neto e Manuela d’Ávila no governo Lula

access_time22/02/2023 10:57

O Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania (MDH) criou nesta quarta-feira, 22, um grupo para elab

Assassino revela que menina se mexia enquanto era enterrada e que deu golpes de enxada para “confirmar morte”
José Marcos da Silva Lima foi preso em flagrante pela Polícia Civil (foto: reprodução)

Assassino revela que menina se mexia enquanto era enterrada e que deu golpes de enxada para “confirmar morte”

Criança foi enterrada em cova rasa, após ser estuprada e asfixiada pelo tio, em terra Nova do Norte

access_time21/09/2023 12:00

José Marcos da Silva Lima, que estuprou e matou a pequena Yara Salvador Matiello, 9 anos, nessa quarta-feira (20), em Terra Nova do Norte, revelou em depoimento que a menina teria se mexido enquanto a enterrava, então, para "confirmar a morte" da sobrinha, ele deu um golpe de enxada na cabeça da criança.

Yara foi sequestrada pelo tio durante a madrugada de quarta. Vídeo de câmera de segurança flagrou o homem saindo com a menina de casa, por volta de 1h.

Segundo o delegado Getúlio Daniel, responsável pelas investigações, José Marcos se aproveitou do bom relacionamento que mantinha com a vítima, para convencê-la a ir com ele até a casa onde mora, em um sítio na região do Rio Batistão.

Lá, ele estuprou a criança e a matou sufocada. Em seguida, conforme depoimento, o assassino pegou o corpo da menina nos braços, levando junto uma enxada, ele atravessou a pastagem do sítio, depois, passou por um rio e cavou a cova do outro lado da margem.

José Marcos revelou que ela ainda estava se mexendo, quando ele começou a enterrá-la e para “confirmar a morte”, ele deu golpes de enxada no corpo de Yara e a enterrou no meio da mata, a aproximadamente cinco metros do rio.

O caso
De acordo com a Polícia Civil, os investigadores receberam a informação do desaparecimento da criança durante a manhã dessa quarta, quando a mãe procurou a delegacia da cidade. A mulher logo indicou José Marcos como principal suspeito do crime, devido ao contexto de uma mensagem que a menina mandou para a mãe.

Ainda na manhã, José Marcos foi até a delegacia e disse que não estava com a sobrinha, nem sabia onde ela poderia estar. Contou também que não esteve em Terra Nova do Norte. Porém, em conversa com o delegado ele confessou o crime.

No final dessa quarta, o delegado Getúlio Daniel representou pelo pedido de prisão preventiva de José Marcos. Ele está à disposição da Justiça e deve passar por audiência de custódia nesta quinta-feira (21).





Por: JOÃO AGUIAR DO REPÓRTER MT

Outras notícias

Comentários