Spigreen
Notícias recentes
Investimento em tecnologia deve aumentar produção de cana-de-açúcar em MT sem ampliar área plantada

Investimento em tecnologia deve aumentar produção de cana-de-açúcar em MT sem ampliar área plantada

access_time29/04/2019 08:15

Começou a colheita de cana-de-açúcar no oeste de Mato Grosso. Nesta safra, os produtores comemoram o

Bolsonaro sanciona lei que permite internação involuntária de dependentes químicos

Bolsonaro sanciona lei que permite internação involuntária de dependentes químicos

access_time06/06/2019 08:37

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei aprovada pelo Congresso que autoriza a internação involu

Delegada não descarta possibilidade de envolvimento de policiais no furto de avião em Matupá

Delegada não descarta possibilidade de envolvimento de policiais no furto de avião em Matupá

access_time05/05/2020 10:01

A delegada da Polícia Civil de Matupá, Juliana Rado, não descartou, em entrevista, a possibilidade d

Ataque de porcos selvagens destrói 15% de lavoura de milho de produtor em MT
Ataque de porcos do mato destruiu 15% da lavoura de milho de um produtor em Água Boa (Foto: TV Centro América/Reprodução)

Ataque de porcos selvagens destrói 15% de lavoura de milho de produtor em MT

O problema é grave e recorrente no leste de Mato Grosso. A redução de área no milharal pode chegar a 30%.

access_time04/06/2018 08:06

Um ataque de porcos do mato destruiu 15% da lavoura de milho de um produtor em Água Boa, a 736 km de Cuiabá. O problema é grave e recorrente no leste de Mato Grosso.

As imagens de drone mostram a área cultivada com milho, com mais de 600 hectares. Do alto é possível perceber os estragos causados pelos porcos do mato. A estimativa do produtor é de que pelo menos 15% da área estejam perdidos por causa da passagem dos animais, que se alimentam do milho e abrem verdadeiras clareiras nas lavouras.

De acordo com o agrônomo que atende a fazenda, o prejuízo deve aumentar ate a colheita que será feita daqui a um mês e meio. A redução de área no milharal pode chegar a 30%.]

Na região, os produtores querem providências das autoridades para que esses animais possam ser controlados. Atualmente a legislação proíbe o abate de espécies nativas, como os queixadas e catetos, que também causam grande destruição nas lavouras.

Um projeto de lei de 2016, que muda algumas regras para a caça de animais silvestres ainda está em tramitação em comissões na Câmara dos Deputados.

No caso de ataques provocados por javalis ou javaporcos, que são espécies exóticas consideradas invasoras, a caça pode ser feita mediante autorização e acompanhamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).





Por: MT Rural

Outras notícias

Comentários