Banner Outras
Notícias recentes
Mais de 20 celulares, chips e bebidas são apreendidos na 'Mata Grande' em MT

Mais de 20 celulares, chips e bebidas são apreendidos na 'Mata Grande' em MT

access_time20/03/2019 08:33

Uma operação realizada nesta terça-feira (19), na penitenciária Major Eldo Sá, a "Mata Grande", em R

PF deflagra operação em 8 estados e DF contra desmatamento ilegal na Amazônia

PF deflagra operação em 8 estados e DF contra desmatamento ilegal na Amazônia

access_time25/04/2019 07:43

A Polícia Federal, com apoio do Ministério Público Federal, deflagra na manhã desta quinta-feira (25

Pagamento de 13º salário em MT deve injetar R$ 3,3 bilhões na economia do estado

Pagamento de 13º salário em MT deve injetar R$ 3,3 bilhões na economia do estado

access_time07/11/2019 08:52

O pagamento do 13º salário dos mato-grossenses deve injetar R$ 3,3 bilhões na economia do estado. O

Autoridade americana exige novos procedimentos em voos para os EUA

Autoridade americana exige novos procedimentos em voos para os EUA

access_time30/06/2018 20:33

As companhias aéreas que fazem voos para os Estados Unidos terão de observar as novas regras para o transporte de bagagens de mão, válidas a partir de hoje (30). A Transportation Security Administration (TSA), autoridade norte americana de segurança da aviação civil contra atos de interferência ilícita, passou a exigir novos procedimentos de segurança para voos internacionais com destino ao país.

As medidas devem ser aplicadas pelas empresas aéreas nos aeroportos de origem, inclusive os brasileiros.

Entre as medidas, as companhias devem informar os passageiros sobre a proibição de embarque de substâncias em pó acima de 350 mililitros em bagagem de mão. As exceções são para leite em pó, medicamentos e produtos adquiridos em duty free, nos próprios aeroportos. A TSA inclue nas normas os materiais em pó em forma granulares ou compactados.

Além disso, os passageiros poderão ter seus pertences de mão submetidos à inspeção de segurança pelo operador aéreo, conforme critérios de escolha do passageiro definidos pelo TSA. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), essa medida já é prevista desde 2017, trata-se, portanto, de um reforço.

Em comunicado, a Anac informou que está avaliando as novas medidas e os impactos que podem ocorrer em voos no Brasil. A agência também participa de discussões técnicas internacionais, com o objetivo de atualizar a necessidade de alteração de alguma medida de segurança nos aeroportos do país.





Por: Agência Brasil

Outras notícias

Comentários