anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Primo de governador de MT era responsável por manter contrato em esquema e recebeu R$ 2,6 milhões em propina, diz decisão

Primo de governador de MT era responsável por manter contrato em esquema e recebeu R$ 2,6 milhões em propina, diz decisão

access_time09/05/2018 22:38

O ex-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, que é primo do governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB

Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

access_time11/05/2021 11:07

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata do uso da vacina

Testes da vacina chinesa contra a Covid-19 começam em MT

Testes da vacina chinesa contra a Covid-19 começam em MT

access_time08/10/2020 08:12

A testagem da vacina chinesa contra a Covid-19, identificada como Coronavac, do laboratório Sinovac

Balança móvel implantada já autuou mais de 120 carretas com excesso de cargas

Balança móvel implantada já autuou mais de 120 carretas com excesso de cargas

Só Notícias/Cleber Romero (fotos: assessoria)

access_time05/04/2019 08:34

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) confirmou, ao Só Notícias, que as balanças portáteis estáticas e móveis dinâmicas implantadas na BR-163 já autuou entre os dias 7 a 18 do mês passado – quando foi implantada – em Guarantã do Norte (233 quilômetros de Sinop), 129 carretas e caminhões com excesso de cargas e outras irregularidades. No período, foram fiscalizados 301 veículos.

Seis profissionais operam os equipamentos e sistemas associados capazes de aferir o excesso de peso nos veículos de carga, que são provados e homologados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Além de coibir o excesso de carga, os equipamentos têm como redução de acidentes, aumento da segurança no tráfego e diminuição nos danos do pavimento.

A balança móvel também está evitando a subida dos caminhões com excesso de carga sentido Miritiba, no Pará, onde descarrega a soja produzida em Mato Grosso nos portos para exportação.

Conforme Só Notícias já informou, na última quarta-feira (03), o tempo chuvoso voltou a provar a interdição do tráfego de caminhos nos trechos sem asfalto, entre as regiões de Novo Progresso e Moraes Almeida, no Pará (695 quilômetros de Sinop). A fila ultrapassou os 50 quilômetros Os pontos críticos sem asfaltos são em Riozinho e nas serras do Moraes, da Anita, da Paca e da Santinha.

Dos 707,4 quilômetros da rodovia federal, desde a divisa com Mato Grosso até a entrada para o Porto de Miritituba, 658 quilômetros já foram pavimentados pelo DNIT. Os quase 49 quilômetros a serem asfaltados estão divididos em dois lotes de obras, sendo 3 km ao sul da Vila do Caracol e 46 km sob responsabilidade do Exército perto de Moraes Almeida.

As obras de pavimentação estão previstas para serem retomas este mês. A BR-163 no Pará deverá estar totalmente asfaltada até o final deste ano.





Por: Só Notícias/Cleber Romero (fotos: assessoria)

Outras notícias

Comentários