Banner Outras
Notícias recentes
Chile decreta lockdown em Santiago após explosão de casos de covid-19

Chile decreta lockdown em Santiago após explosão de casos de covid-19

access_time14/05/2020 15:19

O Chile decretou bloqueio total para a região metropolitana de Santiago, capital do país. A medida e

Programa Médicos pelo Brasil vai substituir Mais Médicos

Programa Médicos pelo Brasil vai substituir Mais Médicos

access_time01/08/2019 08:51

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, lançam nesta quinta-feira (1º)

Mato Grosso é um dos lugares com maior volume de água doce no mundo

Mato Grosso é um dos lugares com maior volume de água doce no mundo

access_time13/07/2018 09:21

Mato Grosso tem 903.357,908 km2 de extensão. É o terceiro maior estado do país, ficando atrás soment

Bolas com foto de Ronaldinho são encontradas na casa de Dalia López

Bolas com foto de Ronaldinho são encontradas na casa de Dalia López

Polícia faz busca e apreensão na casa da empresária anfitriã do ex-atacante e leva bolas com imagem igual a usada nos documentos adulterados

access_time13/03/2020 15:20

A Polícia do Paraguai fez na manhã desta sexta-feira (13) uma operação de busca e apreensão na casa da empresária Dalia López, responsável por levar Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis para Assunção. Lá encontrou quatro mil bolas promocionais com as mesmas fotos usadas nos documentos adulterados do ex-jogador.

A polícia foi recebida por três funcionários da empresária, que não estava na casa e segue foragida. A prisão dela foi pedida depois que o empresário brasileiro Wilmondes Lira e sua esposa Paula Lira afirmaram em depoimento à polícia que Dalia foi a responsável por produzir os documentos adulterados de Ronaldinho e Assis.

Além das bolas, a operação encontrou um grande cofre e muitos documentos que foram apreendidos para investigação. A polícia também foi na empresa de Dalia, que fica na cidade de Lambare, na região metropolitana de Assunsção, e não encontrou nada relevante. 

Na quinta-feia, a defesa de Ronaldinho entrou com um recurso em segunda instância contra a rejeição do pedido de prisão domiciliar feita pelo juiz Gustavo Amarilla, no último dia 10. O Ministério Público vai apresenta ainda nesta sexta a opinião sobre o pedido. 

A partir daí a Câmara de Apelação da Justiça do Paraguai vai dar o parecer sobre o pedido. A Câmara não tem prazo para responder, mas a definição é esperada para o começo da próxima semana por se tratar de um caso de grande repercussão.

Ronaldinho e o irmão Assis estão presos no Paraguai há uma semana e são acusados de entrar no país com passaporte e documento de identidade adulterados. Junto com os dois brasileiros estavam o casal Wilmondes, que está preso, e Paula Lira, que foi liberada para voltar ao Brasil.

O MP também investiga a participação do ex-jogador em organizações criminosas e em esquema de lavegem de dinheiro. 





Por: Marc Sousa, da Record TV, em Assunção (Paraguai)

Outras notícias

Comentários