Banner Outras
Notícias recentes
China reduz de 25% para 15% tarifas de veículos importados

China reduz de 25% para 15% tarifas de veículos importados

access_time22/05/2018 09:14

A partir de julho, a China reduzirá de 25% para 15% as tarifas aplicadas a veículos importados - inf

Corpos de empresário e secretária são encontrados em estado de decomposição em chácara

Corpos de empresário e secretária são encontrados em estado de decomposição em chácara

access_time10/01/2019 08:40

Os corpos do empresário Valmor dos Santos, de 71 anos, e da secretária dele, Aparecida Luciana Nogue

Dois adolescentes saem de casa sem avisar a família e desaparecem em Colíder

Dois adolescentes saem de casa sem avisar a família e desaparecem em Colíder

access_time16/08/2018 08:57

Dois adolescentes estão desaparecidos desde sexta-feira (10) após saírem de casa no Bairro Celídio M

Boris Johnson renuncia ao cargo de ministro britânico de Relações Exteriores
Boris Johnson chega para encontro de ministros de Relações Exteriores em Bruxelas (Foto: Francois Lenoir/Reuters)

Boris Johnson renuncia ao cargo de ministro britânico de Relações Exteriores

Anúncio da sua renúncia acontece horas depois de o ministro britânico para o Brexit, David Davis, afirmar que deixou o cargo devido a 'perigosos' planos do governo para deixar o bloco europeu

access_time09/07/2018 19:17

O ministro de Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, renunciou nesta segunda-feira (9) ao cargo, segundo anunciou Downing Sreet, escritório oficial da primeira-ministra, Theresa May.

A renúncia de Johnson, um dos membros do governo mais favoráveis a um "Brexit" duro, foi anunciada pouco depois de o ministro específico para o "Brexit", David Davis, deixar o cargo no domingo à noite.

"A primeira-ministra aceitou a renúncia de Boris Johnson como ministro de Relações Exteriores", afirmou um porta-voz de Downing Street em um breve comunicado.

A nota acrescenta que May "agradece a Boris por seu trabalho" à frente do Foreign Office, onde chegou em julho de 2016, menos de um mês depois do referendo no qual 51,9% dos eleitores se pronunciaram a favor da saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

Johnson, que foi prefeito de Londres entre maio de 2008 e maio de 2016, foi uma das figuras mais ativas da campanha favorável ao "Brexit".

O agora ex-ministro criticou na semana passada o plano de May de formar uma "área de livre-comércio" com a UE após o "Brexit", embora na última sexta-feira, em reunião dos membros do Governo, não tenha feito oposição de maneira formal à sua aprovação.

Segundo a emissora "BBC", durante um encontro a portas fechadas Johnson argumentou que o plano de May transformaria o Reino Unido em um "Estado vassalo", ao se comprometer a cumprir o "livro de normas" da UE quanto ao comércio de bens, apesar de já estar fora do bloco.





Por: G1

Outras notícias

Comentários