ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Gefron e Polícia Civil apreendem mais de 66 kg de drogas em Mato Grosso avaliadas em R$ 879 mil

Gefron e Polícia Civil apreendem mais de 66 kg de drogas em Mato Grosso avaliadas em R$ 879 mil

access_time10/03/2020 08:38

Os policiais militares do Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) e a Polícia Civil apreen

Morre quinta criança com suspeita de infecção pelo vírus da raiva humana no Pará

Morre quinta criança com suspeita de infecção pelo vírus da raiva humana no Pará

access_time12/05/2018 09:52

A Secretária de Saúde Pública do Pará confirmou, na noite de sexta-feira (11), a morte da quinta vít

Quase 40% das plantas estão ameaçadas de extinção, mostra pesquisa

Quase 40% das plantas estão ameaçadas de extinção, mostra pesquisa

access_time30/09/2020 08:56

A cada cinco espécies de plantas no planeta, duas estão ameaçadas de extinção, estima relatório divu

Carreata pede volta do funcionamento do comércio em Cuiabá
Manifestação em Cuiabá — Foto: Reprodução

Carreata pede volta do funcionamento do comércio em Cuiabá

Ato pede a suspensão de medidas de quarentena, contrariando recomendações das autoridades da área de saúde no Brasil e no mundo

access_time28/03/2020 08:24

Cerca de 200 veículos, segundo a organização do evento, fizeram uma manifestação na noite dessa sexta-feira (27) pedindo a reabertura do comércio em Cuiabá, fechado por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) como forma de conter a pandemia de coronavírus. A Avenida Fernando Correa, uma das mais movimentadas de Cuiabá, ficou parada por alguns minutos.

No grupo estavam empresários, comerciantes, motoristas de aplicativos e profissionais liberais. Alguns veículos que não participavam do ato ficaram presos em meio a manifestação porque passavam no local naquele momento.

O ato pede a suspensão de medidas de quarentena, contrariando recomendações das autoridades da área de saúde no Brasil e no mundo.

O grupo partiu do Jardim das Américas e encerrou o ato na Praça 8 de Abril.

Um pouco antes da manifestação começar, Rafael Yonecubo, presidente da Direita-MT, afirmou que havia sido notificado pelo Ministério Público para suspender o ato. Porém, como já haviam muitas pessoas no local, não foi possível.

A Polícia Militar atuou para garantir a ordem.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários