Spigreen
Notícias recentes
Polícia faz operação ‘terra à vista’ para prender 128

Polícia faz operação ‘terra à vista’ para prender 128

access_time13/03/2019 08:04

A Polícia Civil está fazendo neste momento a operação terra à vista para combater fraudes ambientais

Governo do Estado avança na prorrogação do contrato de gás natural da Bolívia

Governo do Estado avança na prorrogação do contrato de gás natural da Bolívia

access_time31/07/2020 23:38

Os acordos comerciais entre o Estado de Mato Grosso e o governo da Bolívia estão sendo concretizados

Contra o Guaraní, Palmeiras busca 100ª vitória na Copa Libertadores

Contra o Guaraní, Palmeiras busca 100ª vitória na Copa Libertadores

access_time10/03/2020 13:34

Em encontro que vale a liderança do Grupo B da Copa Libertadores, o Palmeiras entra em campo para en

Casos de dengue aumentam 54,8% no 1º semestre de 2019 em comparação com o mesmo período de 2018 em MT
Sinop, a 503 km de Cuiabá, que já registrou mais de mil casos da doença — Foto: Rodrigo Méxas e Raquel Portugal/Fundação Oswaldo Cruz/Divulgação

Casos de dengue aumentam 54,8% no 1º semestre de 2019 em comparação com o mesmo período de 2018 em MT

Ao todo, foram registrados, entre janeiro e junho deste ano, 10.622 casos. Já no ano passado, 6.868 notificações da doença foram feitos no mesmo período

access_time02/07/2019 12:23

Os casos de dengue em Mato Grosso aumentaram 54,8% no primeiro semestre 2019 quando comparados com os registros do mesmo período do ano passado, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Ao todo, foram registrados, entre janeiro e junho deste ano, 10.622 casos. Já no ano passado, 6.868 notificações da doença foram feitos no mesmo período.

Sinop, a 503 km de Cuiabá, que já registrou mais de mil casos da doença e Rondonópolis, a 218 km da capital, com 450 notificações da doença foram classificadas com alto risco de contaminação pelo Ministério da Saúde.

Cuiabá e Várzea Grande, na região metropolitana, tiveram as maiores quedas com 73,4% e 96,9%, respectivamente.

O aumento nos casos mostra que o Aedes Aegypti, mosquito transmissor da doença, está conseguindo se reproduzir mesmo nos períodos de escassez de chuva.

“Em outros tempos tínhamos quase que zero notificações de dengue. Isso já não acontece há algum tempo. O mosquito tem conseguido manter a sobrevivência mesmo quando não tem chuva. Ele consegue identifica pontos com água e se reproduzir”, afirmou a coordenadora de Vigilância Epidemiológica Alessandra de Moraes.





Por: Ricardo Mello, TV Centro América

Outras notícias

Comentários