anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Seciteci abre processo seletivo com mais de 1,2 mil vagas para cursos técnicos gratuitos

Seciteci abre processo seletivo com mais de 1,2 mil vagas para cursos técnicos gratuitos

access_time11/06/2024 16:28

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) está com vagas abertas para o pr

Petrobras registra lucro líquido recorde em 2022

Petrobras registra lucro líquido recorde em 2022

access_time02/03/2023 07:02

A Petrobras teve lucro líquido de R$ 188 bilhões em 2022, um recorde histórico. O resultado é 77% ma

Presidente da Fifa confirma Copa do Mundo de 2034 na Arábia Saudita

Presidente da Fifa confirma Copa do Mundo de 2034 na Arábia Saudita

access_time31/10/2023 17:20

O suíço Gianni Infantino, presidente da Fifa, utilizou suas redes sociais nesta terça-feira, 31, par

Chanceler de Israel diz que comparação de Lula é ‘delirante’ e cobra pedido de desculpas
Israel Katz, ministro das Relações Exteriores de Israel

Chanceler de Israel diz que comparação de Lula é ‘delirante’ e cobra pedido de desculpas

Israel Katz, ministro das Relações Exteriores do governo de Benjamin Netanyahu, publicou comunicado muto duro em uma rede social; Palácio do Planalto não pretende se desculpar

access_time20/02/2024 14:45

O governo de Israel cobrou publicamente um pedido de desculpas do presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva pela comparação entre a operação de Israel contra o Hamas e o Holocausto, como ficou conhecido o massacre de 6 milhões de judeus pelo exército nazista na Segunda Guerra Mundial. Em um comunicado muito duro na rede social X (antigo Twitter), Israel Katz, ministro das Relações Exteriores do governo de Benjamin Netanyahu, disse que “ainda não é tarde para aprender história e pedir desculpas”. Enquanto não fizer isso, diz Katz, Lula “continuará sendo persona non grata em Israel”. No entanto, segundo apuração da repórter Luciana Verdolin, a chance de o presidente pedir desculpas é zero.

“É necessário lembrar ao senhor o que Hitler fez?”, declarou Katz. “Levou milhões de pessoas para guetos, roubou suas propriedades, as usou como trabalhadores forçados e depois, com brutalidade sem fim, começou a assassiná-las sistematicamente. Primeiro com tiros, depois com gás. Uma indústria de extermínio de judeus, de forma ordeira e cruel.” O ministro israelense ainda chamou o Hamas de ” novos nazistas” que “assassinaram qualquer judeu que viam pela frente”, lembrando o ataque do último 7 de outubro. Katz disse a comparação feita por Lula é “promíscua” e “delirante”, “uma vergonha para o Brasil e um cuspe no rosto dos judeus brasileiros”.





Por: Jovem Pan

Outras notícias

Comentários