Banner Outras
Notícias recentes
Supremo julga na quinta ações sobre prisão após segunda instância

Supremo julga na quinta ações sobre prisão após segunda instância

access_time14/10/2019 11:57

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, confirmou que o plenário da C

CNJ deve decidir hoje sobre união estável de mais de 2 pessoas

CNJ deve decidir hoje sobre união estável de mais de 2 pessoas

access_time22/05/2018 08:56

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deverá decidir nesta terça-feira (22) se permite ou proíbe o re

Danilo tem lesão e Fagner será titular contra a Costa Rica

Danilo tem lesão e Fagner será titular contra a Costa Rica

access_time21/06/2018 19:50

O lateral direito Fagner será o titular da seleção brasileira na partida desta sexta-feira (22) cont

Cid Gomes é atingido por tiro em protesto de policiais no Ceará

Cid Gomes é atingido por tiro em protesto de policiais no Ceará

Senador participava de protesto de agentes que reivindicam aumento salarial e foi alvejado quando tentou furar um bloqueio, na cidade de Sobral

access_time20/02/2020 08:41

Irmão do ex-presidenciável Ciro Gomes, o senador Cid Gomes (PDT-CE) foi atingido por tiros de arma de fogo durante protesto em Sobral, no Ceará, na tarde desta quarta-feira (19), ao tentar invadir um batalhão em meio a protesto de policiais militares.

Inicialmente, a assessoria de comunicação do político havia informado que o tiro era de bala de borracha. Depois, confirmou que o tiro, de fato, foi de arma de fogo - o senador foi atingido no tórax e também ferido no supercílio, segundo a equipe do político.

O senador passa, neste momento, por estabilização no Hospital do Coração de Sobral e será transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral.

Gomes participava de um protesto para tentar acordo entre policiais militares em greve por aumento salarial. O senador licenciado pilotava uma retroescavadeira e tentava furar um bloqueio feito por PMs mascarados que impediam a entrada no batalhão no centro de Sobral. Foram disparados tiros na direção de Cid Gomes, que atingiram os vidros do veículo onde ele estava.

Nesta quarta-feira (19), o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), havia pedido ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido) o apoio de tropas para reforçar a segurança no estado, após quatro batalhões da Polícia Militar serem atacados. Os ataques foram feitos por pessoas encapuzadas, mas há suspeita de que os responsáveis sejam policiais.

Repercussão
Irmão do senador, Ciro Gomes se pronunciou sobre o ocorrido. "Meu irmão foi vítima de dois tiros de arma de fogo por parte de policiais militares amotinados e mascarados em Sobral, nossa cidade", escreveu. "Até aqui as informações médicas são de que as balas não atingiram órgãos vitais apesar de terem mirado seu peito esquerdo."

De acordo com o ex-presidenciável, novos exames estão sendo feitos, "mas a palavra aos familiares e amigos é de que Cid não corre risco de morte". "Espero serenamente, embora cheio de revolta, que as autoridades responsáveis apresentem prontamente os marginais que tentaram este homicídio bárbaro às penas da lei", disse.

Horas antes, Gomes postou em sua conta no Twitter que estava a caminho de Sobral. “Chego no aeroporto às 16h e peço aos amigos da cidade que me esperem no aeroporto. Vamos lutar para resolver isso juntos”, afirmou.


O Ministério da Justiça e Segurança Pública informou pelas redes sociais que "está acompanhando a situação no Ceará e analisando as providências que podem ser tomadas". Segundo o órgão, já foram enviadas equipes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal para Sobral para garantir a segurança de Cid Gomes.

A reportagem procurou a Secretaria de Segurança Pública e aguarda retorno.





Por: Por R7

Outras notícias

Comentários