Spigreen
Notícias recentes
'Página virada', diz Bolsonaro sobre crise com Rodrigo Maia

'Página virada', diz Bolsonaro sobre crise com Rodrigo Maia

access_time28/03/2019 11:25

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (28) que a crise com o presidente da Câmara, Ro

Mato Grosso registra 11,5 mil casos e 445 óbitos por Covid-19

Mato Grosso registra 11,5 mil casos e 445 óbitos por Covid-19

access_time25/06/2020 07:51

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (24), 11.571 caso

Sobe para 399 número de presos por ataques no Ceará

Sobe para 399 número de presos por ataques no Ceará

access_time19/01/2019 18:32

Subiu para 399 o número de pessoas presas ou apreendidas por suspeita de participação na onda de ata

Com gol no fim, Espanha vence a Tunísia em jogo de poucas emoções e vaias da torcida
Diego Costa e Iago Aspas comemoram o gol da Espanha (Foto: EFE)

Com gol no fim, Espanha vence a Tunísia em jogo de poucas emoções e vaias da torcida

Jogador do Celta de Vigo, Iago Aspas marca aos 38 do segundo tempo, decretando a vitória por 1 a 0 dos espanhóis em Krasnodar, na Rússia. Brasileiro Diego Costa foi o autor da assistência

access_time09/06/2018 18:17

VITÓRIA NO FIM
A torcida russa chegou a se impacientar com o insistente 0 a 0 entre Espanha e Tunísia, neste sábado, em Krasnodar. Com muita posse de bola, mas pouca objetividade, os espanhois "cozinhavam" o adversário até acharem o gol da vitória. O lance que decretou o triunfo por 1 a 0 aconteceu aos 38 minutos do segundo tempo. Em jogada iniciada pelo brasileiro Diego Costa, Iago Aspas, atleta do Celta de Vigo, ficou livre para marcar o gol da partida. Foi o último amistoso das duas seleções antes do Mundial da Rússia. A Espanha está no grupo B ao lado de Portugal, Irã e Marrocos. A estreia da "Fúria" será o clássico contra os portugueses na sexta, às 14h, em Sochi. A Tunísia, por sua vez, está no grupo G, ao lado de Bélgica, Inglaterra e Panamá. A estreia dos tunisianos será contra os ingleses, dia 18, em Volgogrado, às 14h.

PRIMEIRO TEMPO
A Espanha tinha a posse de bola da partida, mas os tunisianos foram perigosos nos contra-ataques no primeiro tempo. Aos dez minutos, Badri recebeu livre na frente, mas chutou fraco, facilitando a defesa de De Gea. Aos 33, foi a vez de Sliti ser lançado na área e desviar rente ao poste esquerdo do goleiro espanhol. Revoltado com as falhas de marcação da sua equipe, o camisa 1 deu uma grande bronca na sua defesa. Coincidência ou não, a Espanha parou de ceder espaços ao rival. No melhor momento da Fúria na primeira etapa, Rodrigo, outro brasileiro naturlizado, desviou de cabeça para fora após um cruzamento de David Silva.

SEGUNDO TEMPO
A etapa final começou com uma polêmica. Logo aos quatro minutos, os espanhóis pediram pênalti após toque de mão involuntário na área de Maâloul. Aos nove, Alba arriscou da entrada da área, e a bola passou perto do poste esquerdo de Balbouli, que ficou apenas no golpe de vista. A Espanha seguiu dominando, mas com pouca objetividade. As chances eram poucas, o que fez com que a torcida russa passasse a vaiar o toque de bola espanhol. Na metade do segundo tempo, Iniesta teve ótima chance, mas a finalização foi para fora. Aos 19 minutos, o técnico Julen Lopetegui lançou Diego Costa, que passou a dar muito trabalho à defesa tunisiana. Em seu primeiro lance, o brasileiro colocou Balbouli para trabalhar. Aos 38, Diego iniciou o lance que levou a Espanha à vitória. Após driblar o goleiro tunisiano, ele serviu Iago Aspas, que não perdoou. Vitória da Fúria em Krasnodar.





Por: Globo Esporte

Outras notícias

Comentários