anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Pai de família morta em chacina se pronuncia pela primeira vez:

Pai de família morta em chacina se pronuncia pela primeira vez: "Vou e volto e não tenho minha casa"

access_time19/01/2024 14:46

Regivaldo Batista Cardoso, marido de Clecy Calvi Cardoso, 46 anos, e pai das meninas Miliani Calvi C

Líbia recupera mil corpos em cidade inundada após tempestades; 10 mil estão desaparecidos

Líbia recupera mil corpos em cidade inundada após tempestades; 10 mil estão desaparecidos

access_time12/09/2023 09:18

Mil corpos foram recuperados na cidade de Derna, no leste da Líbia, após uma tempestade atingir o pa

Delegado é transferido após recompensa de R$ 1 milhão por sua cabeça

Delegado é transferido após recompensa de R$ 1 milhão por sua cabeça

access_time16/02/2023 12:21

O Conselho Superior da Polícia Civil de Mato Grosso aprovou nessa quarta-feira (15), por unanimidade

Com medidas restritivas, Moraes solta 173 manifestantes
Vídeo registra momento em que manifestantes ocupam o teto do Congresso Nacional - 08/01/2023 | Foto: Reprodução

Com medidas restritivas, Moraes solta 173 manifestantes

Pessoas vão ter de usar tornozeleira eletrônica

access_time01/03/2023 10:30

Na terça-feira 28, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liberdade provisória a 173 manifestantes que estiveram em Brasília, em 8 de janeiro. O juiz do STF estabeleceu restrições.

Moraes estabeleceu o uso de tornozeleira eletrônica, o cancelamento de passaportes, a suspensão de licenças para porte de armas de fogo e registros de CACs e proibiu os manifestantes de usarem as redes sociais.

O ministro determinou ainda que as pessoas se apresentem semanalmente à Justiça do Estado a que pertencem. Na prática, mesmo fora da prisão, essas pessoas vão seguir sendo monitoradas pela Justiça das respectivas cidades.

Por ora, cerca de 800 manifestantes continuam detidos na Papuda e na Colmeira, em Brasília. A situação de mulheres é preocupante, afirmou a Defensoria Pública do Distrito Federal.

Em uma das alas, que abriga 137 mulheres, há somente dois vasos sanitários e um chuveiro disponíveis. A chefe da DPDF, Emmanuela Saboya, disse ainda que a Colmeia está com superlotação, e a alimentação das detentas é inapropriada.

“Muitas presas nem conheciam Brasília e vieram para cá pensando em participar de uma passeata”, relatou Emmanuela. “São mulheres que têm filhos pequenos e pais idosos. Muitas têm comorbidades, problemas de saúde graves. Eu mesma entrevistei três que têm câncer e estão em tratamento.”





Por: Cristyan Costa da Revista Oeste

Outras notícias

Comentários