anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
54,6% desaprovam gestão de Lula; 38,9% a avaliam como péssima

54,6% desaprovam gestão de Lula; 38,9% a avaliam como péssima

access_time09/08/2023 22:58

De acordo com o instituto, os cuiabanos que aprovam a gestão petista somam 38,9%. Já  6,6% não soube

Ministro chama isenção de impostos de ‘distorção eleitoreira’

Ministro chama isenção de impostos de ‘distorção eleitoreira’

access_time01/03/2023 08:52

Ao anunciar a volta de impostos sobre os combustíveis, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silv

PF faz operação contra invasores de terra e desmates no Pará e cumpre mandado em Sinop; um preso e R$ 116 milhões bloqueados

PF faz operação contra invasores de terra e desmates no Pará e cumpre mandado em Sinop; um preso e R$ 116 milhões bloqueados

access_time03/08/2023 12:05

A Polícia Federal deflagrou, há pouco, a Operação Retomada, investigando esquema de invasão de terra

Concurso Unificado será aplicado em Cuiabá e mais 7 cidades de MT, com salários de até R$ 20 mil
Salários variam entre R$ 3 mil e R$ 20 mil (foto: divulgação)

Concurso Unificado será aplicado em Cuiabá e mais 7 cidades de MT, com salários de até R$ 20 mil

Concurso prevê 6.640 vagas para 21 órgãos públicos federais

access_time11/01/2024 08:38

O Governo Federal lançou oito editais para o Concurso Publico Nacional Unificado (CPNU), apelidado de 'Enem dos Concursos', nesta quarta-feira (10). O concurso prevê 6.640 vagas para 21 órgãos públicos federais. Os salários variam entre R$ 3 mil e R$ 20 mil. 

Em Mato Grosso, as provas ocorrerão em Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Tangará da Serra, Sinop, Cáceres, Barra do Garças e Alta Floresta.

As inscrições começam no dia 19 de janeiro e seguem até 9 de fevereiro e devem ser feitas através da Plataforma do Gov. A taxa de inscrição varia de acordo com o nível de escolaridade dos candidatos, sendo R$ 60 para nível médio e R$ 90 para nível superior. Haverá isenção de taxa para candidatos inscritos no CadÚnico, universitários do Fies ou ProUni e doadores de medula óssea.

As provas serão aplicadas simultaneamente em 220 cidades em todo o Brasil no dia 5 de maio. 

No ato de inscrição, o candidato deverá optar pela carreiras desejadas, divididas em oito blocos, sendo que cada bloco possui cargos semelhantes entre si. Os blocos são: 1- Infraestrutura, Exatas e Engenharias; 2- Tecnologia, Dados e Informação; 3- Ambiental, Agrário e Biológicas; 4- Trabalho e Saúde do Servidor; 5- Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos; 6- Setores Econômicos e Regulação; 7- Gestão Governamental e Administração Pública e 8- Nível Intermediário.

O candidato poderá se inscrever por vagas para mais de um cargo, desde que estejam no mesmo bloco. As vagas deverão, ainda, ser classificadas pelo candidato por ordem de preferência. A taxa de inscrição é única.

O certame selecionará candidatos para 80 carreiras para 21 órgãos públicos do governo federal, incluindo ministérios, fundações, agências reguladoras e institutos de pesquisa. As 6.640 vagas estão separadas em: 1.480 vagas para o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) , 110 vagas para o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), 30 vagas para a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) são 40 vagas, outras 520 vagas são para o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 742 vagas serão destinadas ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), 296 vagas para o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI), 40 vagas para o Ministério dos Direitos Humanos (MDH) e 70 para o Ministério da Educação (Mec). Para a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) serão 502 vagas, outras 220 vagas são destinada ao Ministério da Saúde (MS), 130 para o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), 900 para o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Para a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) serão 10 vagas, 35 para  a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), 620 para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibge), 400 para a Advocacia Geral da União (AGU), 30 para o Ministério dos Povos Indígenas (MPI), 60 para o Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO), 50 para o Ministério da Cultura (MinC) e 50 vagas para o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Os resultados serão preliminares de provas objetivas, discursivas e redações serão divulgadas no dia 3 de julho. O resultado final será anunciado em 30 de julho. A convocação para os aprovados começa a partir de 5 de agosto.

CLIQUE AQUI PARA VER OS EDITAIS





Por: THAÍS BEMFICA DO REPÓRTERMT

Outras notícias

Comentários