ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
MT tem 17.401 casos confirmados de Covid-19 e 665 mortes em decorrência da doença

MT tem 17.401 casos confirmados de Covid-19 e 665 mortes em decorrência da doença

access_time01/07/2020 21:16

A Secretaria Estadualde Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (1º), 17.401 casos

Caminhoneiro morre após ser arremessado para fora do veículo durante acidente na BR-163

Caminhoneiro morre após ser arremessado para fora do veículo durante acidente na BR-163

access_time02/07/2018 16:36

Caminhoneiro identificado como Mario Sergio Pereira, 48 anos, morreu na madrugada do último sábado (

Criança morre e outra fica ferida após serem atingidas por tora de madeira enquanto brincavam

Criança morre e outra fica ferida após serem atingidas por tora de madeira enquanto brincavam

access_time06/03/2020 10:52

Uma criança morreu e outra ficou ferida depois de serem atingidas por uma tora de madeira no final d

Confiança da indústria atinge maior nível desde janeiro de 2013
© CNI/José Paulo Lacerda/Direitos reservados

Confiança da indústria atinge maior nível desde janeiro de 2013

Com o resultado, o indicador chegou a 106,7 pontos, diz FGV

access_time28/09/2020 08:40

O Índice de Confiança da Indústria, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 8 pontos na passagem de agosto para setembro deste ano. Com o resultado, o indicador chegou a 106,7 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos, o maior nível desde janeiro de 2013, quando também registrou 106,7 pontos.

Dezoito dos 19 segmentos industriais pesquisados registraram aumento da confiança de agosto para setembro.

O Índice da Situação Atual, que mede a confiança dos empresários no momento presente, cresceu 9,5 pontos e chegou a 107,3 pontos. Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, subiu 6,3 pontos e atingiu 105,9 pontos.

“Na opinião dos empresários, a demanda estaria satisfatória, o nível de estoques está confortável e haveria expectativa de aumento de produção e do quadro de pessoal no curtíssimo prazo. Esse resultado sugere que o pior da crise já foi superado e que o setor teria fôlego para continuar a apresentar resultados positivos no próximo trimestre”, afirma a economista da FGV Renata de Mello Franco.

Há no entanto, uma preocupação do setor com relação aos próximos seis meses. “Uma cautela possivelmente motivada pela incerteza com relação aos rumos da economia após a retirada dos programas emergenciais do governo”, diz Renata de Mello Franco.





Por: Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Outras notícias

Comentários