anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Municípios de MT devem aderir a sistema da Seaf para receber percentual do ICMS voltado à agricultura familiar

Municípios de MT devem aderir a sistema da Seaf para receber percentual do ICMS voltado à agricultura familiar

access_time12/09/2023 11:49

Os 141 municípios de Mato Grosso já podem aderir ao Sistema Estadual Integrado da Agricultura Famili

Sema divulga balneabilidade de praias do Teles Pires em Peixoto, Matupá, Colíder e Guarantã do Norte

Sema divulga balneabilidade de praias do Teles Pires em Peixoto, Matupá, Colíder e Guarantã do Norte

access_time27/11/2023 16:34

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) analisou 12 praias na região do Médio Teles Pires na

Senadores de MT votam a favor do Marco Temporal; “Senado resgata seu papel de legislar”

Senadores de MT votam a favor do Marco Temporal; “Senado resgata seu papel de legislar”

access_time27/09/2023 19:01

Os três senadores de Mato Grosso votaram a favor do projeto que fixa o Marco Temporal para demarcaçã

Congresso deve derrubar nesta quinta-feira veto de Lula sobre o Marco Temporal
O PL foi aprovado pelo Congresso Nacional no dia 27 de setembro (foto: Pedro Ladeira)

Congresso deve derrubar nesta quinta-feira veto de Lula sobre o Marco Temporal

Sessão conjunta com deputados e senadores podem rever decisão do presidente da República

access_time09/11/2023 07:30

O Congresso Nacional, em sessão conjunta das duas Casas Legislativas Federais, analisa nesta quinta-feira (09) o veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Projeto de Lei 2903/2023, que estabelece a data da promulgação da Constituição como Marco Temporal para a delimitação de terras indígenas no Brasil.

“O presidente Lula, (...) decidiu por vetar o marco temporal, respeitando integralmente a Constituição Brasileira, inclusive as decisões recentes do STF sobre constitucionalidade sobre esse tema”, afirmou o ministro Alexandre Padilha, naquela altura.

O PL foi aprovado pelo Congresso Nacional no dia 27 de setembro. Uma semana antes da aprovação no Legislativo, porém, o Supremo Tribunal Federal (STF) tinha invalidado a tese do Marco Temporal.

Na ocasião, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), negou que a aprovação do projeto fosse uma forma de afrontar o STF.

Como é previsto na Constituição, quando o chefe do Executivo Federal veta parcial ou integralmente um projeto de lei aprovado no Congresso Nacional, os deputados e senadores precisam decidir se mantêm o veto ou se ele é derrubado. Isso ocorre por meio de votação.

A Constituição determina que são necessários pelo menos 257 votos de deputados e 41 votos de senadores para derrubar um veto presidencial. O Marco Temporal foi aprovado com 283 votos na Câmara e 43 no Senado.





Por: APARECIDO CARMO DO REPÓRTER MT

Outras notícias

Comentários