ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
MPF vê indícios de compra de apoio e defende cassação de Neri

MPF vê indícios de compra de apoio e defende cassação de Neri

access_time15/03/2022 13:58

A Procuradoria Geral Eleitoral se manifestou, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a favor da

Banhista entra em rio após comer em festival, engasga com comida e morre afogado em MT

Banhista entra em rio após comer em festival, engasga com comida e morre afogado em MT

access_time19/08/2019 11:23

Um banhista morreu nesse domingo (18) depois de se engasgar com comida e se afogar no Rio Garças, em

Terça-feira (15): Mato Grosso registra 431.920 casos e 11.509 óbitos por Covid-19

Terça-feira (15): Mato Grosso registra 431.920 casos e 11.509 óbitos por Covid-19

access_time15/06/2021 17:05

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (15.06), 431.920 c

Criadores de MT dão início à segunda etapa da vacinação contra febre aftosa
Animais devem ser vacinados até o dia 30 de novembro — Foto: TVCA/Reprodução

Criadores de MT dão início à segunda etapa da vacinação contra febre aftosa

Animais de até dois anos devem ser vacinados até o dia 30 de novembro

access_time03/11/2018 15:33

A segunda etapa da vacinação contra febre aftosa teve início nesta quinta-feira (1º) em Mato Grosso. O objetivo da campanha é vacinar 13,6 milhões de animais de até dois anos de idade e manter o estado livre da doença.

A vacinação segue até o dia 30 novembro para todos os municípios, com exceção do baixo pantanal. E, o produtor rural tem até o dia 15 de dezembro para informar a vacinação ao Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT).

A multa para o criador que deixar de vacinar o rebanho é de R$ 137,76 1 por animal não vacinado.

Caso haja atraso na comunicação da vacina, o produtor rural fica impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias.

De acordo com Indea, a última ocorrência de febre aftosa em Mato Grosso foi registrada em 1996. Diante disso, segundo a presidente do órgão, Daniella Bueno, a última vacinação a ser realizada no estado será em maio de 2021 e, depois disso, o estado será considerado livre da doença.

“Estamos caminhando para a retirada da vacinação, mas até lá nós temos que continuar com os índices acima de 99% para garantir ao mercado exportador que o estado está definitivamente livre da aftosa”, disse ela.

No entanto, em 2019 cerca de 300 mil animais ainda devem ser vacinados.

Brucelose
O produtor pode aproveitar o manejo do rebanho para vacinar as fêmeas com idade de 03 a 08 meses contra brucelose. A segunda etapa da campanha teve início em 1º de julho e vai até 31 de dezembro. A vacinação precisa ser feita uma única vez. A comunicação ao Indea deve ser feita até o dia 10 de janeiro de 2019.





Por: Por G1 MT

Outras notícias

Comentários