anuncie aqui
Notícias recentes
Agricultura estuda mudar financiamento do agronegócio e seguro rural

Agricultura estuda mudar financiamento do agronegócio e seguro rural

access_time31/01/2019 08:40

O governo federal estuda medidas para modificar o financiamento das atividades no campo. Estão em di

Após 4 meses de proibição, pesca é liberada nos rios de MT na sexta-feira (1º)

Após 4 meses de proibição, pesca é liberada nos rios de MT na sexta-feira (1º)

access_time30/01/2019 07:14

O período de Piracema, que começou em outubro, termina na próxima quinta-feira (1º), nos rios de Mat

Homem é morto a tiros ao sair de casa em Peixoto de Azevedo

Homem é morto a tiros ao sair de casa em Peixoto de Azevedo

access_time09/10/2018 09:29

A Polícia Militar atende o homicídio nesta manhã de terça-feira, onde isolou para as investigações.

Crise na Venezuela é tema de reunião extraordinária dia 7 no Uruguai
Reuters/Direitos Reservados

Crise na Venezuela é tema de reunião extraordinária dia 7 no Uruguai

access_time04/02/2019 07:40

O agravamento da crise na Venezuela levou à convocação de uma reunião extraordinária do Grupo de Contato Internacional, em Montevidéu, no Uruguai, na próxima quinta-feira (7). O ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, vai coordenar as discussões.
O grupo é formado pelo México, Uruguai, a União Europeia, França, Alemanha, Itália, Holanda, Portugal, Espanha, Suécia e o Reino Unido, além da Bolívia, Costa Rica, Equador e Uruguai. Os governos do México, da Bolívia e do Uruguai apóiam a gestão do presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Em comunicado, o Ministério das Relações Exteriores informou que na véspera do encontro, na quarta-feira (6), haverá uma reunião com representantes do Uruguai e da Comunidade do Caribe (Caricom).

“O México participará das reuniões que ocorrem tanto no dia 6 quanto no dia 7, guiado pela intenção de construir um diálogo frutífero entre a comunidade internacional que contribua para encontrar uma saída política frente à polarização”, diz o documento.

O comunicado acrescenta que “[O] México referenda sua convicção pelo diálogo e pela diplomacia como a melhor alternativa para evitar o conflito, proteger os direitos humanos e a construção de uma paz democrática na Venezuela”.

Nos últimos dias, a crise venezuelana se acentuou com os protestos contra Maduro e o aumento do número de países que apóiam o governo interino de Juan Guaidó. Militares, antes fiéis a Maduro, declaram apoio a Guaidó.





Por: Agência Brasil

Outras notícias

Comentários