Kurupí
Notícias recentes
Dólar ultrapassa R$ 3,90 sem intervenção do BC

Dólar ultrapassa R$ 3,90 sem intervenção do BC

access_time03/07/2018 07:32

O dólar saltou quase 0,9% nesta segunda-feira e passou o patamar de R$ 3,90, acompanhando o cenário

Inscrições para o Enem terminam às 23h59; prova será em novembro

Inscrições para o Enem terminam às 23h59; prova será em novembro

access_time18/05/2018 07:26

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 terminam nesta sexta-feira, às 23h59

Alunos SCFV e Luz do Amanhã ganham sala de jogos

Alunos SCFV e Luz do Amanhã ganham sala de jogos

access_time14/11/2018 10:36

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Peixoto de Azevedo colocou a disposição para criança

Cristiano Ronaldo e Modric travam disputa acirrada por prêmio da Fifa

Cristiano Ronaldo e Modric travam disputa acirrada por prêmio da Fifa

Premiação do Fifa The Best será realizada nesta segunda. Croata tenta acabar com domínio de 10 anos do português e de Messi, que ficou fora dos três finalistas pela primeira vez desde 2007

access_time24/09/2018 09:25

A edição de 2018 do Fifa The Best já é especial. Ou veremos Cristiano Ronaldo ser eleito o melhor jogador do mundo pela sexta vez e se isolar de Lionel Messi, algo que até alguns anos atrás parecia improvável, ou seremos testemunhas do fim do domínio dessa dupla, que se alternou no topo de forma incrível nos últimos 10 anos. Com o craque argentino fora da final, o português desta vez trava uma disputa acirrada com o croata Luka Modric, e o egípcio Mohamed Salah corre por fora.

O vencedor será conhecido nesta segunda-feira, na cerimônia marcada para começar às 15h30 (horário de Brasília) no Royal Festival Hall, em Londres. O SporTV fará a transmissão ao vivo, e o GloboEsporte.com vai acompanhar todos os detalhes em Tempo Real.

Há um bom tempo não se via uma disputa tão equilibrada - ou CR7 ou Messi era apontado como grande favorito -, e sem necessariamente ser focada em números. Por isso, Modric chegou com força logo em sua estreia entre os finalistas. Com cinco gols na temporada (Real Madrid e Croácia), o meio-campista está longe dos 54 de Cristiano (Real Madrid e Portugal) e dos 50 de Salah (Liverpool e Egito). Tampouco ganha nas assistências - tem 11, contra as mesmas 11 de CR7 e 16 do egípcio. Mas foi reconhecido por sua grande contribuição ao Real no tricampeonato da Liga dos Campeões e à seleção da Croácia na histórica campanha do vice da Copa do Mundo. O camisa 10 se destacou na construção de jogadas, na distribuição dos passes, na marcação e na liderança.

Pouco menos de um mês atrás, Modric conseguiu desbancar Cristiano Ronaldo e Salah para levar o prêmio de melhor jogador da Europa, dado pela Uefa. Foi uma prova dessa força do croata. Ele também foi eleito o melhor jogador da Copa da Rússia e do último Mundial de Clubes, ambos organizadas pela Fifa - que promove o The Best.

Mas vale lembrar que isso nada significa, pois o papel da entidade máxima do futebol na eleição é selecionar, por meio de um grupo de grandes nomes do esporte, como Ronaldo e Kaká nesta edição, os 10 finalistas de cada categoria do prêmio - formato estreado em 2018. A partir daí, a votação foi feita pelos técnicos de seleções, capitães de seleções, um jornalista de cada um dos países membros da Fifa e torcedores cadastrados no site da entidade. Cada um desses grupos tem 25% de peso na conta final.

Apesar de figurar entre os favoritos ao prêmio, Cristiano Ronaldo não vai comparecer à cerimônia. O estafe do jogador alega impossibilidade por conta do calendário, mas, nos bastidores, cresce o rumor de que o prêmio teria ficado nas mãos de Modric.

Opinião de quem entende
Entre os especialistas não há consenso. O técnico da seleção brasileira, Tite, votou em Modric para melhor do mundo. O eterno craque Rivellino daria o prêmio para Salah, assim como o ex-jogador Roger Flores, atualmente comentarista da TV Globo.

- Acho que o feito dele nessa temporada é muito grande. Ele bateu o recorde de gols em uma edição da Premier League (32), que para mim é a competição mais difícil da Europa. E também por levar o Liverpool à final da Liga dos Campeões. Tem o acidente na final (lesão em lance com Sergio Ramos), no início do jogo, que não deixou ele nem jogar a partida nem participar da Copa do Mundo no seu ápice físico - afirmou Roger.

Para Junior e Walter Casagrande, também comentaristas da TV Globo, quem merece vencer o Fifa The Best de 2018 é Cristiano Ronaldo, que nesta temporada se transferiu para a Juventus.

- Acho que é o Cristiano Ronaldo. Ele ainda é o melhor jogador do mundo. Ele levou Portugal até onde deu. Foi campeão da Champions, artilheiro do Real Madrid. Ele está completo. Foi bem nas duas melhores competições do mundo e ainda merece ser o melhor do mundo - disse Casão.

Outro fato que deixou muita gente dividida é a ausência de Messi. É a primeira vez, desde 2007, que o craque do Barcelona não está entre os três finalistas. Os 49 gols e 22 assistências na temporada, que teve os títulos do Campeonato Espanhol e da Copa do Rei, não foram suficientes, na opinião dos jurados.

- Sou fãzoca do Messi. Em todos os tempos, em qualquer situação, eu colocaria o Messi. Quem sairia eu não sei, mas o Messi, para mim, tinha que fazer parte, pelo gênio que ele é. Um dia você vai botar a mão na cabeça e dizer: eu vi esse cara jogar, tive o privilégio de acompanhar a carreira desse cara ao longo desses 10 anos. Quando você olha o que o Messi fez no futebol, os gols que ele faz, as jogadas, tem que tirar o chapéu. Está entre os grandes de todos os tempos - avaliou Parreira.

- Surpreende. É o cara que está ali há 10 anos sendo o jogador que é, um dos melhores do mundo há tanto tempo. Surpreende. Ele não fez aquela temporada que a gente está acostumado a ver, até mesmo porque o Barcelona saiu cedo da Liga dos Campeões, que tem um peso muito grande. Isso pode ter tipo influência na hora de a galera escolher o seu voto - ponderou o "Maestro" Junior.

Neymar em baixa, Marta em alta
O Brasil, que no masculino ganhou pela última vez com Kaká em 2007, vê o jejum aumentar. Finalista em 2015 e 2017, Neymar desta vez não apareceu nem no top 10 após ter sua temporada comprometida por uma fratura no pé direito pelo Paris Saint-Germain e uma participação fraca na Copa do Mundo. Os outros sete da lista foram Messi, De Bruyne, Griezmann, Hazard, Kane, Mbappé e Varane.

- É uma pena ver o Neymar machucado. Acabou ficando fora da premiação. Mas todos têm a consciência de que ele é um dos melhores do mundo. Acho que, pelo fato da lesão, ficou fora. Mas continua igual. Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar, esses aí são os melhores - disse Ronaldinho Gaúcho.

- Ele teve um início bom no Paris Saint-Germain. O Neymar tem um problema um pouco sério no sentido... Se ele se preocupasse em fazer o que Deus deu a ele, o dom de jogar futebol... Ele é gênio, diferenciado, um talento nato. Mas às vezes faz certas coisas dentro do campo que ofuscam o que ele representa jogando futebol - criticou Rivellino.

Mas quem pode ser premiada em Londres é Marta, que voltou a figurar entre as três finalistas. Eleita a melhor do mundo cinco vezes entre 2006 e 2010 e indicada em 14 oportunidades, a craque do Orlando Pride concorre com duas jogadoras do Lyon: a norueguesa Ada Hegerberg e a alemã Dzsenifer Maroszan. Ela e Cristiano Ronaldo podem ser o primeiro ou a primeira - ou os primeiros, por que não? - a levantar o troféu seis vezes.

Deschamps e bicicleta de CR7 favoritos
Entre os técnicos no futebol masculino, o grande favorito é Didier Deschamps, campeão do mundo com a França. Ele concorre com o vice mundial, o croata Zlatko Dalic, e Zinedine Zidane, tri da Liga dos Campeões com o Real Madrid.

O prêmio Puskás de gol mais bonito também tem um favoritaço: o gol incrível de bicicleta de Cristiano Ronaldo pelo Real contra a Juventus, curiosamente seu time atual. A pintura de voleiro do uruguaio Arrascaeta pelo Cruzeiro contra o América-MG é um dos demais nove finalistas.

Esta é a terceira edição do Fifa The Best no formato atual. As duas primeiras foram vencidas por Cristiano Ronaldo. O prêmio de melhor do mundo foi criado pela Fifa em 1991. Entre 2010 e 2015, ele foi feito em parceria com a tradicional revista "France Football" e denominado Bola de Ouro da Fifa. Em 2016, a entidade voltou a realizar a premiação sozinha, com o novo nome "Fifa The Best".

Apesar de oficialmente eleger o melhor do ano, o troféu sempre levou mais em consideração a temporada europeia, que vai de agosto a junho. Neste ano, por sinal, a Fifa adiantou a cerimônia para setembro.





Por: Globo Esporte

Outras notícias

Comentários