anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
PT quer ‘IPVA’ anual para armas de fogo

PT quer ‘IPVA’ anual para armas de fogo

access_time25/04/2023 13:29

Parlamentares do PT vão apresentar nos próximos dias um projeto de lei que cria mais um tributo a se

Lula: lentidão do governo é culpa de ‘bolsonaristas infiltrados’

Lula: lentidão do governo é culpa de ‘bolsonaristas infiltrados’

access_time15/02/2023 11:41

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que existem “bolsonaristas” infiltrados em seu governo.

Advogado de apresentador que agrediu mulher chama caso de

Advogado de apresentador que agrediu mulher chama caso de "novela midiática"

access_time17/02/2023 12:22

O advogado Marcos Vinicius Borges, que fez a defesa do ex-apresentador Lucas Ferraz, chamou o caso s

Cuiabá descumpre decisão judicial e mantém ingresso a R$ 300 para jogo contra o Flamengo
A direção do time não se manifestou sobre o assunto (divulgação/cuiabá)

Cuiabá descumpre decisão judicial e mantém ingresso a R$ 300 para jogo contra o Flamengo

Venda segue pelo site do TicketHub e em pontos autorizados pelo Dourado em Cuiabá. Setores tiveram praticamente todos os assentos comercializados

access_time01/08/2023 10:48

O Cuiabá EC ainda não cumpriu a decisão da juíza Patrícia Ceni, do Juizado Especial do Torcedor da Capital, que mandou o clube reduzir o preço de parte dos ingressos cobrados para o jogo contra o Flamengo, marcado para o dia 6 de agosto na Arena Pantanal. O bilhete continua com valores entre R$ 150 e R$ 300. A multa para descumprimento é de R$ 1 mil por ingresso vendido em desrespeito à decisão.

A decisão da juíza foi dada no sábado (29) e acatou ação do Ministério Público de Mato Grosso. O MP entrou com ação judicial aponta aumento de mais de R$ 400% e cobrando que o preço máximo seja de R$ 150. Esse aumento ocorreu após o Cuiabá ser acionado para equiparar o preço dos ingressos das torcidas, já que os flamenguistas apontaram valor abusivo e então o Cuiabá aumentou o valor dos ingressos da torcida cuiabana.

Os ingressos são vendidos na Dourado Store, dos shoppings Pantanal e Estação, em Cuiabá; na Escolinha do Cuiabá; na loja Casa de Festas; e pelo site do TicketHub.

A reportagem acessou o endereço da bilheteria e tentou fazer a simulação da compra de ingressos nos setores Sul Superior e Inferior, e no Norte Superior e Inferior, onde ficará a torcida do Flamengo.

Na simulação para o setor Sul Superior, onde a juíza determinou que o ingresso custasse R$ 50 a inteira e R$ 25 a meia, as entradas estão esgotadas. Já no setor Sul Inferior, onde o bilhete deveria estar a R$ 150 a inteira e R$ 75 a meia, ainda há lugares disponíveis, mas as meias já esgotaram e todos custam o valor de R$ 300, estipulado pelo Cuiabá.

A reportagem não conseguiu visualizar os assentos disponíveis e indisponíveis da torcida do Flamengo pelo site do TicketHub.

Advogado preso
Nessa segunda-feira, o advogado Rafael Lewandowiski Libertuci, que representa o Cuiabá Esporte Clube, recebeu voz de prisão depois de se recusar a receber a intimação judicial, que exige a redução de preço dos ingressos da partida.

Conforme relato dos oficiais de Justiça, eles foram até o Centro de Treinamento do Cuiabá, na região do bairro Industriário, em Cuiabá, para cumprir a decisão da juíza Patrícia Ceni.

“Nos apresentamos e informamos da DECISÃO JUDICIAL a ser cumprida, quando o DR. RAFAEL declarou de forma severa, que não receberia a determinação Judicial, bem como, de que ninguém dos presentes receberia […] Entregando-lhe a contrafé que foi recusa pelo mesmo em receber em mãos, bem como exarar seu ciente no mandado, momento em que estes Oficiais de Justiça, colocou a contrafé encima da mesa do Advogado DR. RAFAEL, ausentando, imediatamente, da sala. CERTIFICAMOS MAIS, que logo que saímos da Sala em direção a saída do CLUBE, percebemos que o DR. RAFAEL LEWANDOWISKI LIBERTUCI, saiu também com a contrafé não mão, RESMUNGANDO e falando algumas coisas em direção Av. Ayrton Sena que fica na frente do CLUBE e ao se aproximar da Grade de Proteção, arremessou a CONTRAFÉ POR SIMA DA REFERIDA GRADE, JOGANDO A MESMA NA AVENIDA, afirmando que ninguém iria receber coisa nenhuma”, informou os oficiais.

Conforme os oficiais, diante da “afronta” do jurista foi dada voz de prisão ao advogado, que foi encaminhado à Delegacia da Polícia Civil.





Por: JOÃO AGUIAR DO REPÓRTER MT

Outras notícias

Comentários