Banner Outras
Notícias recentes
Pai e filho morrem afogados em Peixoto de Azevedo

Pai e filho morrem afogados em Peixoto de Azevedo

access_time30/07/2018 12:44

Fato ocorreu no domingo (29), por volta das 16h. Família foi até as margens do rio para pescar, toma

Espionagem dos EUA descobre que a Coreia do Norte desenvolve novos mísseis

Espionagem dos EUA descobre que a Coreia do Norte desenvolve novos mísseis

access_time01/08/2018 08:25

A Coreia do Norte trabalha na construção de novos mísseis com capacidade de carga nuclear à longa di

Eleitores com mais de 70 anos precisam fazer a biometria

Eleitores com mais de 70 anos precisam fazer a biometria

access_time28/11/2019 11:24

O eleitor com mais de 70 anos de idade também deve participar da coleta de dados biométricos realiza

Da euforia à frustração: São Paulo fica para trás em briga por título e retoma planejamento inicial
São Paulo não esperava brigar por título no começo do ano — Foto: Marcelo Hazan

Da euforia à frustração: São Paulo fica para trás em briga por título e retoma planejamento inicial

Time despenca de status no Brasileirão e praticamente dá adeus para taça. Clube projetava disputar títulos a partir de 2019, mas resultados adiantaram expectativas

access_time22/10/2018 07:08

O São Paulo foi da euforia à frustração no Brasileirão e agora ficou para trás na briga pelo título – principalmente depois do empate sem gols com o Atlético-PR, sábado, no Morumbi.

Apesar de a expectativa por uma possível conquista ter sido tratada com cautela, houve empolgação natural da torcida diante das rodadas na liderança.

Hoje, no entanto, o São Paulo soma 53 pontos, vê o líder Palmeiras abrir vantagem rodada a rodada e concentra esforços para não perder a vaga direta na Taça Libertadores de 2019. Agora, são nove pontos atrás do rival, que venceu o Ceará neste domingo.

A frustração da torcida com o papel de coadjuvante do São Paulo na disputa do título do Brasileirão não é completamente compartilhada nos bastidores.

Isso porque o planejamento inicial era reconstruir o time depois de fugir do rebaixamento, em 2017, e montar um elenco forte para brigar pelo troféu do Brasileirão de 2019. Ou seja, o resultado veio seis meses antes do esperado, pois a equipe liderou o campeonato.

A avaliação interna é de que o São Paulo tem um bom time, mas com um elenco sem tantas boas opções para repor as peças.

Na visão do capitão Hudson, por exemplo, houve um baque por pontos perdidos. O time campeão do primeiro turno hoje é o quarto lugar e não vence há cinco jogos.

– A gente criou o sonho para o torcedor. Quando começou o Brasileiro, lá na primeira ou segunda rodada, o torcedor não acreditaria que o São Paulo poderia brigar pelo título. E a gente colocou o São Paulo nessa posição, de brigar pelo titulo. Então acho que é uma responsabilidade nossa. Não gostamos de euforia e expectativa. Isso não ajuda em nada no futebol. Estamos evitando isso – disse Hudson na semana passada, antes do duelo com o Furacão.

O desempenho do São Paulo (venceu uma partida das últimas nove) também refletiu nas arquibancadas. Após oito jogos seguidos com públicos superiores a 40 mil torcedores, o Tricolor jogou para 13.053 pessoas no Morumbi.

Morumbi recebeu público de 13 mil pessoas para São Paulo x Atlético-PR — Foto: Marcos Ribolli
Morumbi recebeu público de 13 mil pessoas para São Paulo x Atlético-PR — Foto: Marcos Ribolli





Por: Globo Esporte

Outras notícias

Comentários