Banner Outras
Notícias recentes
Volume de serviços tem crescimento de 0,8% em outubro, diz IBGE

Volume de serviços tem crescimento de 0,8% em outubro, diz IBGE

access_time12/12/2019 09:27

O volume de serviços no país avançou 0,8% na passagem de setembro para outubro deste ano. Essa é a s

Roraima pede ao STF suspensão da imigração na fronteira com a Venezuela

Roraima pede ao STF suspensão da imigração na fronteira com a Venezuela

access_time20/08/2018 15:18

O governo de Roraima pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que suspenda temporariamente a imigraçã

Lulu Santos revela relacionamento com jovem baiano

Lulu Santos revela relacionamento com jovem baiano

access_time25/07/2018 07:46

Lulu Santos, 65 anos, revelou pelo Instagram o relacionamento com o baiano Clebson Teixeira, 26. O m

De olho no Brexit, Reino Unido vai às urnas hoje
O primeiro-ministro da Grã-Bretanha e líder do partido conservador Boris Johnson posa com marreta, após instalar placa Get Brexit Done (Faça o Brexit Acontecer) Reuters/Ben Stansall/Direitos Reservados

De olho no Brexit, Reino Unido vai às urnas hoje

As 650 cadeiras da Câmara dos Comuns estão disponíveis no pleito

access_time12/12/2019 09:21

Os eleitores do Reino Unido vão às urnas nesta quinta-feira (12). A atenção está voltada para saber se o governista partido Conservador vai obter maioria para garantir a saída do país da União Europeia em janeiro.

As 650 cadeiras da Câmara dos Comuns estão disponíveis no pleito. O slogan da campanha dos conservadores, liderados pelo premiê Boris Johnson, é "Faça o Brexit Acontecer" até o fim de janeiro, com o apoio de uma maioria parlamentar.

Por outro lado, o Partido Trabalhista, liderado por Jeremy Corbyn, diz que vai recuperar as rédeas do governo, negociar melhores condições para o Brexit junto à União Europeia e realizar um novo referendo sobre a saída, com base nesses termos.

Saída do bloco
Se os conservadores garantirem a maioria, o parlamento deve aprovar os termos do acordo de saída negociado por Johnson com a União Europeia, abrindo caminho para que o Reino Unido deixe o bloco já no próximo mês.

Caso não consigam obter maioria, os conservadores podem ter que administrar um governo minoritário, diminuindo as perspectivas de que o Brexit seja concluído em janeiro.

Se o Partido Trabalhista retomar o poder, pode haver um referendo para decidir o destino do Brexit.

Durante a campanha, os conservadores, de início, tinham uma grande vantagem, mas os trabalhistas, gradualmente, conseguiram diminuir esta margem. As mais recentes pesquisas de opinião mostram os conservadores com 43% e os trabalhistas com 34% das intenções de voto.





Por: NHK (emissora pública de televisão do Japão)

Outras notícias

Comentários