anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
El Niño traz inverno escaldante e Cuiabá deve bater recorde de calor em agosto

El Niño traz inverno escaldante e Cuiabá deve bater recorde de calor em agosto

access_time02/08/2023 08:21

Agosto começou quente e seco, mantendo o típico "inverno de 40 graus" em Mato Grosso. Mesmo que na t

São Luís do Maranhão recebe o título de Capital Nacional do Reggae

São Luís do Maranhão recebe o título de Capital Nacional do Reggae

access_time12/09/2023 10:17

Adotado pela cultura maranhense no final da década de 1970, principalmente pela população da capital

Famato diz que veto de Lula ao Marco Temporal é desrespeito com o povo e com o agro

Famato diz que veto de Lula ao Marco Temporal é desrespeito com o povo e com o agro

access_time24/10/2023 18:05

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) publicou uma nota defendendo que o Con

Dilma Rousseff vai presidir banco dos Brics até julho de 2025 e terá salário de R$ 220 mil por mês
Dilma ficou fora de cargos políticos após sofrer processo de impeachment por realizar 'pedaladas fiscais'

Dilma Rousseff vai presidir banco dos Brics até julho de 2025 e terá salário de R$ 220 mil por mês

A ex-presidente irá substituir o diplomata e economista Marcos Troyjo, parte da equipe do ex-ministro Paulo Guedes, na liderança do Novo Banco do Desenvolvimento (NDB) Por Jovem Pan 24/03/2023 10h47 - Atualizado em 24/03/2023 11h10

access_time24/03/2023 11:05

Nesta sexta-feira, 24, a ex-presidente Dilma Rousseff passa por votação para assumir a liderança do Novo Banco do Desenvolvimento (NDB), instituição financeira do bloco Brics, composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O procedimento é uma formalidade para a posse da economista, prevista para a próxima quarta-feira, 29. Participam da votação os ministros da Fazenda dos países fundadores e representantes de novos integrantes: Bangladesh, Emirados Árabes Unidos, Egito e Uruguai. Historicamente, os indicados costumam ser eleitos por unanimidade. Dilma foi a única candidata indicada ao cargo pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Após o anúncio da troca de comando, ela passou a ser sabatinada por autoridades internacionais para substituir o diplomata e economista Marcos Troyjo, parte da equipe do ex-ministro da Economia, Paulo Guedes. A ex-presidente receberá o salário mensal de cerca R$ 220 mil no mandato, que vai até julho de 2025. O banco dos Brics trabalha com o financiamento de obras e projetos de infraestrutura nos países que compõem o bloco de economias emergentes. A carteira de investimentos do banco é estimada em cerca de US$ 33 bilhões. Na presidência da instituição, a petista deverá estreitar as relações entre Brasil e China. Dilma não ocupa nenhum cargo público desde que sofreu um impeachment em 2016 por crime de responsabilidade fiscal. Formalmente, ela foi acusada de ter realizado “pedaladas fiscais”, prática do Tesouro Nacional de atrasar de forma proposital o repasse de dinheiro para bancos e autarquias, a fim de melhorar artificialmente as contas federais. Em um contexto político turbulento, o país entrou em uma crise financeira em meio a seu processo de afastamento.





Por: Jovem Pan

Outras notícias

Comentários