Banner Outras
Notícias recentes
Jovem é executado com mais de 4 tiros em Peixoto de Azevedo

Jovem é executado com mais de 4 tiros em Peixoto de Azevedo

access_time07/03/2020 10:22

Mateus Alexandro Alves Mesquita, de 25 anos, foi executado com tiros na região da cabeça, no pescoço

Crianças entram em casa para pegar bola de futebol que caiu no local durante jogo e encontram corpo de idoso em decomposição

Crianças entram em casa para pegar bola de futebol que caiu no local durante jogo e encontram corpo de idoso em decomposição

access_time15/05/2019 09:01

Crianças que jogavam futebol em uma rua do Jardim Aeroporto, em Peixoto de Azevedo, encontraram o co

Plano de Guaidó para Venezuela tem como prioridade resgatar democracia

Plano de Guaidó para Venezuela tem como prioridade resgatar democracia

access_time01/02/2019 09:18

O Plano País, programa apresentado por Juan Guaidó para conter a crise na Venezuela, tem como priori

Dinamarca bate Peru em novo jogo com VAR (e erro de Cueva); Guerrero passa em branco
Guerrero entrou no segundo tempo e quase fez um golaço, mas Peru acabou sendo derrotado pela Dinamarca (Foto: Marcos Brindicci/Reuters)

Dinamarca bate Peru em novo jogo com VAR (e erro de Cueva); Guerrero passa em branco

Peruanos dominam maior parte da partida, mas são-paulino desperdiça pênalti assinado pelo recurso de vídeo; flamenguista, saindo do banco, quase faz golaço, mas não consegue o empate

access_time16/06/2018 14:25

QUE PENA, PERU...
Em sua volta à Copa do Mundo após 36 anos, o Peru contou com o apoio de sua torcida, maioria absoluta em Saransk. Teve um pênalti dado pelo VAR (que o são-paulino Cueva desperdiçou). E foi melhor na maior parte do jogo. Mas acabou sendo derrotado pela Dinamarca por 1 a 0, gol de Poulsen. O flamenguista Guerrero entrou aos 17 minutos do segundo tempo e deu nova dinâmica ao time peruano e quase marcou um golaço de calcanhar.

COMO FICA E O QUE VEM POR AÍ
A Dinamarca empata com a França na liderança do Grupo C com três pontos, mas os franceses levam vantagem nos gols marcados, já que venceram a Austrália por 2 a 1. A segunda rodada do Grupo C será disputada na quinta-feira. A Austrália encara a Dinamarca às 8h (de Mato Grosso) em Samara. Já a França pega o Peru em Ecaterimburgo, às 11h.

Cueva lamenta pênalti perdido, e Schmeichel comemora
Cueva lamenta pênalti perdido, e Schmeichel comemora (Foto: REUTERS/Marcos Brindicci)

OLHA O VAR AÍ!
Aos 43 minutos do primeiro tempo, o VAR entrou novamente em ação, mudando a decisão do árbitro Bakary Gassama, de Gâmbia (o mesmo que se enrolou com o VAR na Copa das Confederações no ano passado). Em disputa com Poulsen, Cueva caiu na área e ficou pedindo pênalti, mas o juiz nada marcou. Após quase meio minuto, Gassama paralisou o jogo para acionar o recurso do VAR. E então decidiu por dar o pênalti. Na cobrança, porém, Cueva isolou. O são-paulino pegou muito mal na bola e mandou por cima do gol. Ele saiu de campo chorando para o intervalo, amparado por todos os seus companheiros, especialmente Paolo Guerrero.

PRIMEIRO TEMPO
Empurrado pela sua torcida, maioria absoluta no estádio de Saransk, o Peru começou melhor, pressionando a Dinamarca. Carrillo, aberto pela direita, era disparado o jogador mais perigoso em campo, com suas jogadas em velocidade. A partir dos 20 minutos, porém, a Dinamarca passou a controlar as ações do jogo, ficando mais com a bola - terminou o primeiro tempo com 59% de posse. As melhores chances dos dinamarqueses, porém, foram em jogadas de bola parada - em escanteios para os grandalhões Poulsen (1,93m), Jorgensen (1,94m) e Christensen (1,92m), ou de falta, com Eriksen. No final, porém, quem teve a melhor oportunidade foi o Peru, no pênalti que Cueva sofreu e isolou.

Guerrero consola Cueva após pênalti perdido pelo Peru contra a Dinamarca
Guerrero consola Cueva após pênalti perdido pelo Peru contra a Dinamarca (Foto: Max Rossi/Reuters)

SEGUNDO TEMPO
O Peru novamente começou melhor e teve chance para abrir o placar num lance em que Cueva deixou o marcador no chão, mas preferiu tocar a chutar, e Carrillo acabou perdendo. Na jogada seguinte, aos 13, gol da Dinamarca, com Poulsen, aproveitando boa jogada de Sisto e Eriksen. Guerrero entrou quatro minutos depois e deu nova cara para o time do Peru, fazendo o pivô e deslocando Farfán para a armação. O Peru empilhou uma oportunidade atrás da outra. Guerrero quase marcou um golaço de calcanhar, Farfán teve uma chance clara defendida por Schmeichel... o placar mais justo seria o empate. Péssimo resultado para o Peru, que agora terá de vencer França e Austrália para se classificar sem depender de uma combinação de resultados.

Poulsen, do RB Leipzig, fez o gol da vitória da Dinamarca sobre o Peru
Poulsen, do RB Leipzig, fez o gol da vitória da Dinamarca sobre o Peru (Foto: Clive Mason/Getty Images)





Por: Globo Esporte

Outras notícias

Comentários