Banner Outras
Notícias recentes
Homem é encontrado morto com tiros no rosto e facadas em fazenda

Homem é encontrado morto com tiros no rosto e facadas em fazenda

access_time02/05/2018 10:14

Segundo informações, o crime pode ter ocorrido na noite de domingo pois o corpo da vítima já estava

Aneel vota nesta terça proposta que reduz incentivo para quem quer gerar a própria energia

Aneel vota nesta terça proposta que reduz incentivo para quem quer gerar a própria energia

access_time15/10/2019 15:44

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vota nesta terça-feira (15) proposta para alteração d

Ficha da Taça Saudoso Edinho de Futebol estão disponíveis na SEMELPA

Ficha da Taça Saudoso Edinho de Futebol estão disponíveis na SEMELPA

access_time01/09/2018 08:42

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Peixoto de Azevedo (SEMELPA), estará realizando o Camp

Diretor do Sindalcool garante que fim da colheita da cana-de-açucar não vai impactar no valor do etanol
Preço do etanol varia entre R$ 2,79 e R$ 2,89 em Cuiabá. — Foto: TVCA/Reprodução

Diretor do Sindalcool garante que fim da colheita da cana-de-açucar não vai impactar no valor do etanol

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, no ranking de estados brasileiros com menor preço de etanol, Mato Grosso é o segundo colocado com preço médio de R$ 2,91

access_time05/11/2018 07:22

Nos postos de combustíveis de Cuiabá, o preço da gasolina varia entre R$ 4,75 e R$ 4,79. Já o etanol varia entre R$ 2,79 e R$ 2,89.

Segundo Jorge dos Santos, diretor do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool), não há risco de que o etanol aumente apesar do fim da colheita. “Quando acaba a cana, continua o milho e a oferta de produto continua sempre estável, sempre dentro das necessidades do mercado, razão pela qual este fator não impacta no preço”.

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, no ranking de estados brasileiros com menor preço de etanol, Mato Grosso é o segundo colocado com preço médio de R$ 2,91. Para o autônomo Adão Nepomuceno, ainda compensa abastecer com etanol.

Além do preço salgado, tem muito motorista que só enche o tanque após avaliar o preço e qualidade.

A advogada Catya Cristina Fonseca procura preço justo e qualidade. “Eu vou no posto que tiver R$ 0,10 a menos e procuro também um posto de qualidade para não ter o problema de combustível adulterado”.

A preocupação de muitas pessoas é porque em novembro acaba a colheita da cana-de-açúcar e, com isso, o medo é que o valor do produto aumente ainda mais.





Por: TV Centro América

Outras notícias

Comentários