anuncie aqui
Notícias recentes
Provocação? Rússia mostra míssil hipersônico e mais armas após cúpula Putin/Trump

Provocação? Rússia mostra míssil hipersônico e mais armas após cúpula Putin/Trump

access_time20/07/2018 16:13

Depois de o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ter concordado com o presidente dos Estados Unidos

Vagas para os atendimentos com a equipe do Hospital de Câncer em Peixoto de Azevedo

Vagas para os atendimentos com a equipe do Hospital de Câncer em Peixoto de Azevedo

access_time12/11/2018 15:34

A Secretaria de Saúde de Peixoto de Azevedo, comunica que ainda há vagas para os atendimentos com a

Vice-presidente da República estará em Sorriso nesta 6ª pela manhã; Exército reforça segurança

Vice-presidente da República estará em Sorriso nesta 6ª pela manhã; Exército reforça segurança

access_time14/02/2019 08:16

Uma equipe do Exército Brasileiro chegou na tarde de quinta-feira (13), em Sorriso, para reforçar a

Dólar sobe e volta a encostar em R$ 3,60

Dólar sobe e volta a encostar em R$ 3,60

Na véspera, o dólar fechou em alta de 0,49% sobre o real, vendida a R$ 3,5705.

access_time09/05/2018 09:46

O dólar operava em alta no início do pregão desta quarta-feira (9), após encostar em R$ 3,60 na véspera. O mercado monitora a trajetória da moeda ante outras divisas de países emergentes e exportadores de commodities, um dia depois de os Estados Unidos deixarem o acordo nuclear do Irã.

Às 10h46, a moeda norte-americana subia 0,77%, cotada a R$ 3,6011 na venda. Veja mais cotações. Na véspera, o dólar fechou em alta de 0,49% sobre o real, vendido a R$ 3,5705, após atingir R$ 3,5932 na máxima do dia, diante da tensão externa.

Também na terça-feira (8) o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, explicou em entrevista à GloboNews que a alta da divisa norte-americana é um movimento global e não exclusivo ao Brasil, mas garantiu que a autoridade está monitorando o mercado para seu bom fundamento e intervirá quando necessário.

O Banco Central realiza nesta sessão novo leilão de até 8,9 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de junho.

Se mantiver e vender esse volume diário até o final do mês, o BC terá rolado integralmente os US$ 5,650 bilhões que vencem no mês que vem e terá colocado o equivalente a US$ 2,8 bilhões de adicionais.





Por: G1

Outras notícias

Comentários