anuncie aqui
Notícias recentes
Quase todos os mortos em queda de avião eram cubanos, diz jornal oficial

Quase todos os mortos em queda de avião eram cubanos, diz jornal oficial

access_time19/05/2018 07:07

Um Boeing 737-200 caiu logo após decolar do Aeroporto Internacional José Martí, em Havana, nesta sex

Ajax do Distrito levou o título da Taça Saudoso Edinho

Ajax do Distrito levou o título da Taça Saudoso Edinho

access_time17/12/2018 10:42

A final do Campeonato Municipal de Futebol de Peixoto de Azevedo - Taça Saudoso Edinho, teve seu enc

Aos 82, Carlos Alberto de Nóbrega se casa pela terceira vez

Aos 82, Carlos Alberto de Nóbrega se casa pela terceira vez

access_time25/05/2018 13:41

Carlos Alberto de Nóbrega, 82 anos, se casou no civil nesta quinta-feira com a médica nutróloga Rena

Douglas Costa brilha, Neymar marca, e Seleção inicia novo ciclo com vitória

Douglas Costa brilha, Neymar marca, e Seleção inicia novo ciclo com vitória

Brasil bate os Estados Unidos por 2 a 0 na primeira partida após a Copa do Mundo e camisa 7 se destaca. Tite observa quatro novatos no segundo tempo

access_time08/09/2018 08:26

O novo ciclo da Seleção começou com vitória. Nesta sexta-feira, o Brasil bateu os Estados Unidos por 2 a 0, em Nova Jersey. Os gols foram marcados por Roberto Firmino e Neymar - de pênalti - ainda no primeiro tempo. Com atuação segura e diante de um adversário em clara renovação, a equipe de Tite não teve muitas dificuldades para construir o placar e contou com um Douglas Costa inspirado. O lance que abriu o placar, em jogada do camisa 7 e finalização de Firmino, deixou a sensação de que as coisas poderiam ter sido diferentes no Mundial não fossem algumas lesões e outras opções da comissão técnica. Mas não é hora de olhar para trás: a caminhada até o Catar já começou.

Fred no meio, Douglas Costa na ponta e Firmino no ataque. Mudanças que a torcida gostaria de ter visto na Copa do Mundo, mas que só foram vistas nesta sexta-feira, no primeiro amistoso do novo ciclo da Seleção. Na Rússia, Tite não pode usar Douglas Costa e Fred (além de Renato Augusto) como gostaria por questões físicas. Já a permanência de Firmino no banco durante todo o Mundial foi uma opção do treinador. Quis o destino que dois deles dessem início à vitória em Nova Jersey: Douglas fez linda jogada pela direita e cruzou para o camisa 20 abrir o placar. 

Naquele momento, o Brasil já controlava o jogo. E foi assim durante os 90 minutos. Diante de um rival com média de idade baixa, a Seleção não teve dificuldades (foi ameaçada apenas em jogadas de bola parada). As principais jogadas nasceram pelos lados do campo, com Neymar e Douglas. O camisa 7, aliás, foi o melhor jogador em campo. O segundo gol saiu ainda na etapa inicial em pênalti sofrido por Fabinho e convertido por Neymar. No segundo tempo, o Brasil esteve perto do terceiro gol algumas vezes, mas faltou caprichar mais no último passe e na finalização. No fim, Tite colocou alguns novatos em campo para dar início à renovação. O primeiro desafio do novo ciclo foi fácil e deixou claro que às vezes é necessário mudar para seguir em frente.

A Seleção volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), em Washington, para enfrentar El Salvador. Os amistosos de outubro também já foram anunciados: Arábia Saudita e Argentina, nos dias 12 e 16. Ambos os jogos serão realizados na Arábia Saudita.

Na terceira vez seguida que a Seleção iniciou um ciclo de Copa nos Estados Unidos, terceira vitória com gol de Neymar. Em 2010, o camisa 10 estreou e marcou seu primeiro gol na vitória por 2 a 0 sobre os donos da casa. Em 2014, fez de falta o gol único do triunfo sobre a Colômbia. E agora, em 2018, voltou a marcar - dessa vez de pênalti. Foi o 58º gol do atacante pelo Brasil. Ele é o quarto maior artilheiro atrás apenas de Pelé (95), Ronaldo (67) e Zico (66).

O atacante foi um dos destaques do Brasil em Nova Jersey, com boas jogadas pelo lado direito. Em uma delas nasceu o gol de Roberto Firmino, que abriu o placar. No lance, Douglas Costa atingiu a velocidade de 34,8 km/h segundo dados coletados pelo GPS e analisados pelo departamento de fisiologia da Seleção.

Quatro novidades entraram em campo no segundo tempo da partida: Arthur, Paquetá, Richarlison e Éverton. O camisa 9 chegou a ficar na cara do gol após passe de Paquetá, mas chutou para fora quando a arbitragem assinalava o impedimento. Éverton também se destacou pela habilidade. A tendência é que eles (e os que não entraram) tenham mais minutos no amistoso da próxima terça, contra El Salvador, em Washington.





Por: Globo Esporte

Outras notícias

Comentários