Camara Peixoto
Notícias recentes
TSE insistirá em trazer observadores europeus para acompanhar eleições de outubro

TSE insistirá em trazer observadores europeus para acompanhar eleições de outubro

access_time04/05/2022 12:32

Fontes no Tribunal Superior Eleitoral informaram nesta quarta-feira (4) ao blog que o comando do TSE

Falta de pagamento de multa não impede admissão de recurso

Falta de pagamento de multa não impede admissão de recurso

access_time05/03/2020 10:27

O pagamento de multa por litigância de má-fé e da multa por embargos protelatórios não impede a admi

Homem morre em grave acidente na BR-163

Homem morre em grave acidente na BR-163

access_time07/08/2019 08:59

Márcio Borges, 30 anos morreu em um grave acidente ocorrido na noite de terça-feira (06), na BR-163,

Eleitor tem 60 dias para justificar ausência em votação
© TSE

Eleitor tem 60 dias para justificar ausência em votação

É necessário documento que comprove impossibilidade de comparecer

access_time01/12/2020 08:19

O eleitor que não compareceu às eleições realizadas no último domingo (30) tem até 60 dias para justificar a ausência na Justiça Eleitoral. A justificativa deverá conter a documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito. 

A requisição pode ser feita por meio do aplicativo de celular e-Título, pelo Sistema Justifica ou por meio do comparecimento a um cartório eleitoral para a entrega do Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), que pode ser preenchido aqui . O requerimento pode ser enviado pelos correios ao juiz da zona eleitoral na qual o eleitor for inscrito, acompanhado da documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito. Veja a relação das zonas eleitorais.

O eleitor que deixou de votar e não justificou a ausência no dia da eleição poderá apresentar justificativa até 14 de janeiro de 2021 (ausência no primeiro turno) e até 28 de janeiro de 2021 (ausência no segundo turno).

O acolhimento ou não da justificativa apresentada ficará a critério do juiz da zona eleitoral em que o eleitor for inscrito. Enquanto não regularizar sua situação com a Justiça Eleitoral, o eleitor não poderá, entre outras coisas, obter passaporte ou carteira de identidade e renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial.





Por: Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Outras notícias

Comentários