anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Copom inicia nesta terça primeira reunião de 2020

Copom inicia nesta terça primeira reunião de 2020

access_time04/02/2020 10:48

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia hoje (4), em Brasília, a primeir

Justiça proíbe estado de parcelar pagamento de aposentados e pensionistas em MT

Justiça proíbe estado de parcelar pagamento de aposentados e pensionistas em MT

access_time26/03/2019 07:30

A Justiça proibiu o parcelamento do pagamento dos aposentados e pensionistas do Poder Executivo de M

MT Hemocentro estima que doação de sangue salva mais de 40 mil vidas por ano em MT

MT Hemocentro estima que doação de sangue salva mais de 40 mil vidas por ano em MT

access_time25/11/2020 09:22

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o percentual ideal de doadores para um país estej

Em MT, 95% do desmatamento é ilegal, segundo ICV
Dados são do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Imazon. — Foto: Secom-MT

Em MT, 95% do desmatamento é ilegal, segundo ICV

Em 2018, foram registrados quase mil quilômetros quadrados de desmatamento no estado

access_time06/08/2019 09:41

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Centro Vida, Mato Grosso registrou, em 2018, quase mil quilômetros quadrados de desmatamento do bioma Cerrado. Ainda segundo o ICV, 95% do desmate é ilegal.

Mato Grosso responde por 15% do desmatamento do Cerrado, ocupando a terceira colocação no país. De acordo com a análise das características do desmatamento realizada pelo ICV, cerca de um terço de todo desmatamento no cerrado mato-grossense ocorreu em imóveis rurais cadastrados.

Além do alto índice de ilegalidade, a análise realizada pelo ICV mostra que as áreas de desmatamento com mais de 50 hectares respondem por 71% do total. Se comparado a 2017, o estudo aponta uma tendência de aumento das grandes derrubadas. Foram 10% a mais de ocorrências em grandes áreas.

O cruzamento com os dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR) mostra uma predominância do desmatamento em imóveis rurais cadastrados, quase 63%, sendo que mais da metade ocorreu em grandes imóveis, com mais de 1.500 hectares.

Os projetos de assentamentos da reforma agrária concentraram 12% do total desmatado. Nas áreas protegidas, que englobam unidades de conservação e terras indígenas, 2%.

O estudo também aponta para uma tendência de concentração nas regiões do Araguaia e no Centro-sul do estado. Metade do Cerrado que desapareceu em 2018 estava concentrada em 15 municípios, sendo Paranatinga o primeiro do ranking.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários