ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Homem é indiciado por matar namorada e queimar o corpo

Homem é indiciado por matar namorada e queimar o corpo

access_time14/01/2023 11:53

A Polícia Civil concluiu nesta sexta-feira (13) o inquérito que apurou o assassinato de Maria de Alm

Cármen Lúcia vota para manter intervenção do Estado na Saúde de Cuiabá

Cármen Lúcia vota para manter intervenção do Estado na Saúde de Cuiabá

access_time17/11/2023 16:09

A relatora da Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 7369 e presidente do Supremo Tribunal Federal,

Três pessoas são presas por suspeita de ajudar fugitivos de presídio em Mossoró

Três pessoas são presas por suspeita de ajudar fugitivos de presídio em Mossoró

access_time22/02/2024 19:00

Três indivíduos foram detidos em flagrante sob a acusação de terem facilitado a fuga de detentos do

Empresária que usava
Laura sofre com problemas psiquiátricos, por conta de uma grave crise de abstinência

Empresária que usava "spa" para lavar dinheiro do tráfico alega abstinência e vai para prisão domiciliar

Mulher é suspeita de atuar em favor de organização criminosa que comanda o bairro Tijucal

access_time21/07/2023 06:01

O desembargador Orlando Perri autorizou, no dia 14 deste mês, a prisão domiciliar a empresária Laura Cristina Souza Lima Amorim, proprietária da clínica Spa Diamond La Evidence, no bairro Jardim Petrópolis, em Cuiabá, que estava presa preventivamente desde janeiro deste ano em decorrência da Operação Impetus Tijucal. Ela será monitorada por tornozeleira eletrônica e deverá fornecer previamente qualquer mudança de endereço a Polícia Civil.

O magistrado acolheu o pedido da defesa de que a empresária sofre com problemas psiquiátricos, por conta de uma grave crise de abstinência de dependência química.

A investigação da Polícia Civil a aponta como uma das responsáveis por lavar dinheiro para a organização criminosa que comanda o tráfico de drogas no bairro Tijucal. Na época, o mandado de prisão foi cumprido pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).

Conforme os advogados, a empresária está com a saúde física comprometida, sempre comparecendo ao setor de enfermagem do presídio feminino Ana Maria do Couto.

Porém, a unidade prisional não teria condições de oferecer o tratamento adequado. O quadro delicado de saúde envolve ansiedade, dores de cabeça, insônia, tristeza profunda e má alimentação.

Em março deste ano, um laudo psiquiátrico recomendou a internação da paciente em uma clínica de recuperação de dependência química fechada para mulheres, com acompanhamento de médicos psiquiátricos, psicólogos e terapeutas.

"Conquanto haja indícios de que a paciente esteja recebendo tratamento médico dentro do estabelecimento prisional em que se encontra, certo é que, como bem sabemos, lamentavelmente, o resultado dos tratamentos dispensados dentro das unidades prisionais nem sempre é o mesmo obtido com médicos particulares, o que pode prejudicar, sem sombra de dúvida, sua plena recuperação(...) Nesse diapasão, reputo razoável e proporcional conceder à paciente, por questão humanitária, a prisão domiciliar", diz um dos trechos da decisão.

Impetus Tijucal

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), deflagrou no dia 13 de janeiro a Operação Impetus Tijucal, para cumprimento de 54 ordens judiciais com alvo no combate ao tráfico de drogas na região.

No total, foram cumpridos 18 mandados de prisão preventiva e 36 de busca e apreensão, todos autorizados pelo Núcleo de Inquéritos Policiais da Capital (NIPO)

As investigações da DRE identificaram 36 pontos de distribuição de entorpecentes e a atuação de uma facção criminosa na região.





Por: RAFAEL COSTA DO REPÓRTERMT

Outras notícias

Comentários