Kurupí
Notícias recentes
Escola Municipal Castro Alves é certificada com Selo de Qualidade da Água em Marcelândia

Escola Municipal Castro Alves é certificada com Selo de Qualidade da Água em Marcelândia

access_time06/07/2018 09:48

Os estabelecimentos, instituições e órgãos públicos de Marcelândia, que utilizam somente água da red

Isaías Alves procura por pai e seus irmãos

Isaías Alves procura por pai e seus irmãos

access_time23/01/2019 08:28

Isaías Alves, 33 anos, procura por seu pai biologico e por seus irmãos que nasceram em Peixoto de Az

Comissão encerra discussão do parecer da reforma da Previdência

Comissão encerra discussão do parecer da reforma da Previdência

access_time27/06/2019 08:48

A Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 6/19) na Câmara dos Deputados encerrou na tarde d

Empresário acusado de mandar matar irmãos em disputa por terras em MT tem prisão decretada e Interpol é acionada

Empresário acusado de mandar matar irmãos em disputa por terras em MT tem prisão decretada e Interpol é acionada

Sérgio João Marchett é suspeito de mandar matar os irmãos Brandão Araújo Filho e José Carlos Machado Araújo, crimes ocorridos em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, nos anos 1999 e 2000

access_time24/01/2019 18:57

O empresário do agronegócio Sérgio João Marchett teve a prisão decretada nessa quarta-feira (23) suspeito de participação nas mortes dos irmãos Brandão Araújo Filho e José Carlos Machado Araújo, crimes ocorridos em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, nos anos 1999 e 2000, respectivamente.

O G1 tenta localizar a defesa do empresário. O juiz da Primeira Vara Criminal da Comarca de Rondonópolis, Wagner Plaza Machado Junior, determinou que a Interpol colabore para a prisão do empresário, que mora na Bolívia.

Sérgio seria um dos mandantes dos dois assassinatos, devido a uma disputa por terras em Rondonópolis. A decisão também determina que o réu Sérgio Marchett seja julgado em sessão do Tribunal do Júri pelas mortes dos irmãos.

Os crimes
O primeiro crime aconteceu no dia 10 de agosto de 1999, onde Brandão foi surpreendido pelo pistoleiro Hércules Araújo Agostinho, conhecido como Cabo Hércules, e executado a tiros de pistola em pleno centro de Rondonópolis.

O segundo crime foi em 28 de dezembro de 2000, onde José Carlos foi executado, também a tiros de pistola 9 mm, no estacionamento de uma agência bancária, no centro de Rondonópolis. Em ambos os casos Célio Alves ajudou o pistoleiro Hércules Agostinho.

De acordo com as provas produzidas nos autos, os assassinatos dos Irmãos Araújo foram motivados pela disputa judicial de uma fazenda de 2.175 hectares, localizada na região conhecida como Mineirinho, que fica a 70 km quilômetros de Rondonópolis, em direção a Campo Grande (MS), objeto de negócio mal sucedido entre José Carlos e Sérgio Marchett, realizado em 1988, cuja demanda até hoje se arrasta na Justiça.

Célio Alves, que está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, por outros crimes, teria dado suporte a Hércules Araújo Agostinho, o executor dos irmãos.

Hércules foi julgado, condenado pelas mortes e está preso.





Por: Flávia Borges, G1 MT

Outras notícias

Comentários