anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Homem é preso por extorquir mulher com ameaças de divulgar

Homem é preso por extorquir mulher com ameaças de divulgar "nudes"

access_time01/02/2024 10:09

Um homem, F.R.P.S.F., de 25 anos, foi preso pela equipe da Delegacia de Sorriso, na terça-feira (30)

Operação Amazônia cumpre diligências na região norte do Estado de Mato Grosso

Operação Amazônia cumpre diligências na região norte do Estado de Mato Grosso

access_time31/10/2023 16:22

Em continuidade a “Operação Amazônia” deflagrada nos municípios da região norte do Estado de Mato Gr

Itaú acende alerta vermelho para a economia sob Lula

Itaú acende alerta vermelho para a economia sob Lula

access_time12/01/2023 17:49

O Itaú Asset, braço de gestão de recursos do banco Itaú, alertou para os impactos políticos e econôm

EUA anunciam mais R$ 2 bilhões em ajuda militar para a Ucrânia
Joe Biden é o atual presidente dos Estados Unidos (foto: reprodução)

EUA anunciam mais R$ 2 bilhões em ajuda militar para a Ucrânia

O auxílio inclui munições de artilharia, defesa aérea e armas antitanques para a luta contra a invasão russa

access_time03/11/2023 17:09

Os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira, 3, que vão enviar um novo pacote de assistência militar para a Ucrânia, que permanece em guerra contra a Rússia. Em comunicado, o país norte-americano afirmou que a quantia total será de 425 milhões de dólares (na cotação atual, cerca de R$ 2 bilhões). A ajuda inclui munições de artilharia, defesa aérea e armas antitanques, para sua luta contra a invasão russa. Esses equipamentos, junto com munições para armas de pequeno porte, munições explosivas e outros itens, fazem parte de recursos retirados dos próprios estoques militares dos EUA, em um total de 125 milhões de dólares (612,38 milhões de reais). O pacote aprovado também inclui 300 milhões de dólares (1,46 bilhão de reais) em munições guiadas por laser para combater os drones russos, que serão financiadas por meio da Iniciativa de Assistência à Segurança da Ucrânia (Usai).

Desta forma, essas munições não chegarão imediatamente ao campo de batalha, uma vez que devem ser adquiridas por meio de operações com empresas da indústria de defesa ou de seus aliados internacionais, em vez de serem retiradas dos arsenais americanos. O Pentágono também defendeu a ajuda, afirmando que se trata de “um investimento inteligente em nossa segurança nacional”. Além disso, disse em um comunicado que o financiamento da Usai surgiu de uma medida aprovada pelo Congresso no final de setembro para financiar temporariamente o governo e já não existe mais. O pacote “esgota os fundos restantes da Usai atualmente disponíveis para apoiar a Ucrânia”, informou.





Por: Jovem Pan com informações da AFP

Outras notícias

Comentários