anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Ampliação dos saques do PIS-Pasep vai injetar R$ 39 bilhões na economia e pode elevar PIB, diz governo

Ampliação dos saques do PIS-Pasep vai injetar R$ 39 bilhões na economia e pode elevar PIB, diz governo

access_time13/06/2018 11:44

A ampliação dos saques do fundo do PIS-Pasep para os cotistas de todas as idades vai injetar R$ 39,3

Carreta carregada de soja tomba e pista fica interditada por 3 horas em MT

Carreta carregada de soja tomba e pista fica interditada por 3 horas em MT

access_time18/05/2018 14:07

Uma carreta carregada de soja tombou na noite dessa quinta-feira (17) na BR-163 em Sorriso, a 420 km

Dois homens são assassinados a tiros e a facadas em Sinop

Dois homens são assassinados a tiros e a facadas em Sinop

access_time25/06/2018 10:08

Dois homens foram assassinados no final de semana em Sinop, a 503 km de Cuiabá. Um deles, no sábado

Europa já tem mais de 50 mil mortos por causa do novo coronavírus
Conversa com paciente infectado pelo novo coronavírus em hospital em Bergamo, na Itália — Foto: Piero Cruciatti / AFP

Europa já tem mais de 50 mil mortos por causa do novo coronavírus

Balanço da agência de notícias France Presse indica que 85% das mortes aconteceram na Itália, Espanha, França e Reino Unido

access_time06/04/2020 09:02

A pandemia do novo coronavírus já matou mais de 50 mil pessoas na Europa, segundo um balanço da agência de notícias France Presse (AFP) divulgado na manhã desta segunda-feira (6). Quase 85% dessas mortes aconteceram na Itália, Espanha, França e Reino Unido.

Com um total de 50.209 mortos e 675.580 casos oficialmente declarados, a Europa é o continente mais afetado pela pandemia de Covid-19. A Itália, com 15.877 mortos, e a Espanha, com 13.055, são os países mais afetados. A França registrou 8.078 mortes e o Reino Unido, 4.934.

No domingo (5), a Itália registrou 525 mortes por causa do novo coronavírus. O número foi o mais baixo em duas semanas.

A Espanha registrou 637 mortes nas últimas 24 horas, o quatro dia consecutivo de queda nos óbitos e o menor número de mortos em 13 dias. As medidas obrigatórias de confinamento, que começaram em 14 de março, foram prorrogadas até o dia 25 de abril.

Desde a entrada em vigor do estado de emergência, os quase 47 milhões de espanhóis vivem confinados em suas casas. Estão autorizados apenas a irem trabalhar, na impossibilidade de fazê-lo de forma remota, ou sair para realizar atividades básicas, como comprar comida ou remédios.

Moradores confinados da cidade de Ronda, na Espanha, no dia 5 de abril de 2020 — Foto: Jon Nazca/ReutersMoradores confinados da cidade de Ronda, na Espanha, no dia 5 de abril de 2020 — Foto: Jon Nazca/Reuters





Por: France Presse

Outras notícias

Comentários