ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Diretor da Caixa é encontrado morto na sede do banco, em Brasília

Diretor da Caixa é encontrado morto na sede do banco, em Brasília

access_time20/07/2022 08:07

O diretor de Controles Internos e Integridade da Caixa, Sérgio Ricardo Faustino Batista, foi encontr

Homem que matou adolescente em Sapezal há 11 anos é preso em Paranaíta

Homem que matou adolescente em Sapezal há 11 anos é preso em Paranaíta

access_time10/08/2021 13:00

Um homem considerado foragido da Justiça há mais de 10 anos teve o mandado de prisão cumprido pela P

Ataque em escola no Texas deixa pelo menos dez mortos, diz polícia

Ataque em escola no Texas deixa pelo menos dez mortos, diz polícia

access_time18/05/2018 13:52

Dois atiradores que abriram fogo nesta manhã dentro de uma escola secundária e mataram pelo menos de

Ex-mulher diz que ganhou carro de luxo de presente de vice-governador de MT
Viviane alega que recebeu o carro de presente de Pivetta — Foto: Reprodução

Ex-mulher diz que ganhou carro de luxo de presente de vice-governador de MT

Otaviano Pivetta conseguiu liminar na Justiça para reaver bem

access_time01/10/2021 09:39

A ex-mulher do vice-governador Otaviano Pivetta (sem partido), Viviane Kawamoto, usou as redes sociais para expor sua versão sobre o carro de luxo que está sendo obrigada a devolver. Segundo ela, o carro de cerca de R$ 300 mil, foi um presente do ex-marido.

O casal se separou após uma denúncia de agressão feita por Viviane contra Pivetta, em Itapema (SC), durante férias em família, no mês de julho deste ano. O processo tramita na Justiça de Santa Catarina.

Com intuito de provar sua versão, Viviane postou duas fotos do momento que o carro teria sido comprado. Ela aparece nas imagens emocionada, abraçando o então marido. O carro aparece com um laço vermelho, como se fosse um presente.

Um vídeo foi publicado, nele aparece o carro em uma garagem, coberto por uma capa preta e envolto por um laço de presente. Crianças no vídeo cantam parabéns à Viviane. Na última foto, ela posa ao lado do carro.

Viviane diz que recebeu carro de luxo de presente do vice-governador. Ele quer o carro de volta — Foto: Reprodução
Viviane diz que recebeu o carro de presente do vice-governador. Ele quer o carro de volta.

Na descrição, Kawamoto disse que mentiu perante à Justiça. "O Sr. Otaviano, mente perante a justiça todos os dias e hoje, novamente mentiu perante o Poder Judiciário. Sim, mentiu porque nunca houve tratativas sobre compra do carro", disse.

Segundo ela, o veículo de luxo foi um presente que recebeu. "Foi um presente que recebi do homem que dizia que me amava acima de tudo! A Justiça vem Otaviano, seja terrena, seja divina, eu creio. Tirem suas conclusões e saibam todos, o dinheiro pode muito, o poder pode muito, mas não pode tudo", afirmou a ex-mulher.

O vice-governador de Mato Grosso Otaviano Pivetta conseguiu na Justiça o direito de reaver um veículo que está sendo usado pela ex-mulher dele, Viviane Cristina Kawamoto. A decisão publicada nessa quinta-feira (30) determina a entrega no prazo de cinco dias.

Otaviano Pivetta e Viviane Kawamoto Pivetta — Foto: Divulgação
Otaviano Pivetta e Viviane Kawamoto Pivetta — Fotos: Divulgação

Entenda o caso

No dia 7 de julho, Viviane disse à polícia que o marido tinha a agredido e batido a cabeça dela no sofá várias vezes. Ela mostrou aos policias marcas de vermelhidão em seu rosto, pernas e braço gerado pelas agressões.

O vice-governador relatou à polícia, naquele dia, que a mulher mordeu a mão, mas argumentou que em nenhum momento tinha a agredido.

A polícia encaminhou o casal até a delegacia para registrar a ocorrência, mas no caminho a mulher começou a relatar outra versão, dizendo que foi só uma discussão e que não queria mais fazer o boletim.

No entanto, como Viviane apresentava lesões no rosto e, na ligação para o 190, relatou ter sido agredida, a polícia deu andamento na ocorrência e fez o registro.

Pivetta foi detido em flagrante por violência doméstica e solto logo em seguida, depois de pagar fiança.

O delegado Diogo Medeiros, do setor da Violência Doméstica, da Delegacia de Polícia Civil de Itapema, disse que, no dia do crime, o vice-governador, a mulher dele e os policiais foram ouvidos e que a vítima tentou retirar a queixa ainda na delegacia.

“Mas, nesse caso, como foi lesão corporal, não cabe a ela decidir se o caso será investigado ou não”, explicou o delegado, ao afirmar que ela estava com lesões aparentes.

O inquérito foi aberto e encaminhado para o Ministério Público Estadual, que declinou competência para a Justiça, porque ele tem foro privilegiado.





Por: Thiago Andrade, g1 MT

Outras notícias

Comentários