anuncie aqui
Notícias recentes
Procurado há cinco meses, preso que fugiu de cadeia de TO é recapturado em MT

Procurado há cinco meses, preso que fugiu de cadeia de TO é recapturado em MT

access_time20/04/2019 09:19

Foragido há cinco meses, um detento que fugiu de uma cadeia em Tocantins foi recapturado em Rondonóp

Vaticano discute nesta semana abusos cometidos por religiosos

Vaticano discute nesta semana abusos cometidos por religiosos

access_time18/02/2019 07:45

O Vaticano reúne, a partir do dia 21 até domingo (24), representantes das conferências episcopais, d

Senado aprova projeto que elimina PIS-Cofins sobre diesel até o fim de 2018; Temer deve vetar, diz líder

Senado aprova projeto que elimina PIS-Cofins sobre diesel até o fim de 2018; Temer deve vetar, diz líder

access_time29/05/2018 23:02

O Senado aprovou nesta terça-feira (29) o projeto que elimina a cobrança de PIS-Cofins sobre o óleo

Ex-prefeito é condenado a 4 anos de prisão por utilizar máquinas públicas em propriedade particular
Ex-prefeito de Primavera do Leste, Getúlio Viana — Foto: Reprodução/TVCA

Ex-prefeito é condenado a 4 anos de prisão por utilizar máquinas públicas em propriedade particular

A utilização indevida de bens públicos para interesses alheios à administração municipal transcorreu entre os anos de 2009 a 2012

access_time06/12/2018 09:03

O ex-prefeito de Primavera do Leste, Getúlio Viana, foi condenado a 4 anos de prisão por utilizar maquinário, mão de obra, combustível e materiais públicos, de propriedade municipal, para a execução de obras em propriedade particular. A pena foi substituída por prestação de serviços à comunidade e pagamento de 10 salários mínimos ao Poder Judiciário.

O G1 não localizou a defesa do ex-prefeito. Na Justiça, o ex-prefeito negou as acusações e disse que a estrutura pública foi despendida no empreendimento em virtude de consertos necessários para reparar estragos causados na avenida, quando a referida empresa construiu galerias de escoamento de água.

A decisão é do dia 28 de novembro e foi proferida pelo juiz Alexandre Delicato Pampado. De acordo com a sentença, o ex-prefeito determinou a execução de diversos serviços de aberturas de ruas e avenidas (terraplanagem) para implantação de aproximadamente 40 mil metros quadrados de asfalto em loteamento privado, de propriedade de um empresário.

A utilização indevida de bens públicos para interesses alheios à administração municipal transcorreu entre os anos de 2009 a 2012, de acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual. Depoimentos de agentes públicos envolvidos com o setor de obras da prefeitura, bem como testemunhas e policiais comprovaram o crime de responsabilidade, no entendimento do magistrado.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários