anuncie aqui
Notícias recentes
Resultado do Sisu já pode ser consultado na internet

Resultado do Sisu já pode ser consultado na internet

access_time18/06/2018 10:43

O Ministério da Educação (MEC) liberou o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Nesta edi

Preso morre com meningite e visitas no maior presídio de MT são suspensas

Preso morre com meningite e visitas no maior presídio de MT são suspensas

access_time08/01/2019 08:15

As visitas de familiares aos detentos da Penitenciária Central do Estado (PCE) foram suspensas no sá

Advogados do PT avaliam que TSE pode julgar registro de Lula antes do início do horário eleitoral

Advogados do PT avaliam que TSE pode julgar registro de Lula antes do início do horário eleitoral

access_time13/08/2018 13:03

Advogados do PT avaliam nos bastidores que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode julgar o registr

Exposição ao agrotóxico em MT é seis vezes maior que a média nacional, aponta pesquisa

Exposição ao agrotóxico em MT é seis vezes maior que a média nacional, aponta pesquisa

Dados indicam a presença de resíduos na urina e no sangue de trabalhadores rurais e de professores, urbanos e rurais, dos três municípios pesquisados, e de produtos não autorizados para a cultura em que foram encontrados

access_time01/08/2018 08:30

A exposição média ao agrotóxico em Mato Grosso chega a 46 litros, quantidade seis vezes maior que a média nacional, hoje de 7 litros per capita/ano.

A informação consta na pesquisa 'Valiação da contaminação ocupacional, ambiental e em alimentos por agrotóxicos na Bacia do Juruena', divulgada no último mês durante o Fórum Mato-Grossense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos.

Entre os resultados da pesquisa estão os que indicam a presença de resíduos na urina e no sangue de trabalhadores rurais e de professores, urbanos e rurais, dos três municípios pesquisados – Campos de Júlio (a 692 km de Cuiabá), Campo Novo do Parecis (a 397 km de Cuiabá) e Sapezal (a 473 km de Cuiabá), e de produtos não autorizados para a cultura em que foram encontrados.

Agrotóxicos
O uso de agrotóxicos em Mato Grosso foi superior a 150 milhões de litros somente em 2015. Desse total, 150 milhões de litros, 97% foram empregados no cultivo de algodão, soja, milho e cana-de-açúcar.

Os municípios da Bacia do Juruena foram escolhidos por estarem entre os maiores produtores agrícolas do estado: plantaram 1.6 milhão de hectares (11,7% da produção estadual) e utilizaram, juntos, 18,6 milhões de litros de agrotóxicos (12,4% do uso estadual).

Levando-se em consideração a área plantada, a população e o volume de agrotóxicos aplicado, a pesquisa revelou que cada habitante de Campos de Júlio está exposto, em média, a 606 litros de veneno por ano.

Em Campo Novo do Parecis, a média é de 209,4; e, em Sapezal, de 364. O evento foi sediado no Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT).

Projeto
O projeto teve início em 2014, sob a coordenação de equipe do Núcleo de Estudos Ambientais e de Saúde do Trabalhador (NEAST), do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), por meio de cooperação técnica com o MPT.

Chamou atenção a linha de pesquisa que mostrou a contaminação do ar e da água da chuva e de poços artesianos de escolas da região pesquisada. Em sua dissertação de mestrado, intitulada

Em relação às amostras de chuva, 55% das 72 coletadas apresentaram resíduos de, pelo menos, um tipo de agrotóxico. Em Campo Novo do Parecis, o percentual foi de 75% contra 45,4% de Sapezal e 46,1% de Campos de Júlio.

Glifosato
Dos 88 tipos de agrotóxicos detectados nos três municípios, 67% são considerados extremamente tóxicos.

A pesquisa demonstrou, ainda, que o glifosato continua sendo o veneno mais consumido – até três vezes mais que o segundo colocado, o inseticida clorpirifós, atualmente investigado por seus potenciais danos à formação do cérebro dos bebês e pelo risco de desencadeamento do autismo.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários