anuncie aqui
Notícias recentes
Ponte e bueiros estão sendo recuperados na E60 em Peixoto de Azevedo

Ponte e bueiros estão sendo recuperados na E60 em Peixoto de Azevedo

access_time01/02/2019 21:27

A Secretaria Municipal de Transportes de Peixoto de Azevedo está recuperando ponte na Estrada vicina

MT tem o maior nº de candidatos 'forasteiros' ao Senado

MT tem o maior nº de candidatos 'forasteiros' ao Senado

access_time17/09/2018 08:24

Um em cada 3 candidatos aos governos estaduais nas eleições de 2018 nasceu fora do estado que preten

Ministro espanhol diz que Trump sugeriu muro no Saara para barrar imigrantes

Ministro espanhol diz que Trump sugeriu muro no Saara para barrar imigrantes

access_time20/09/2018 08:16

Em um diálogo travado entre Donald Trump e o ministro de Relações Exteriores espanhol, Josep Borrell

Governador do Ceará diz que pediu a Sérgio Moro 90 agentes penitenciários

Governador do Ceará diz que pediu a Sérgio Moro 90 agentes penitenciários

Camilo Santana se reuniu com o ministro da Justiça em Brasília. Ele quer o reforço para os presídios do estado, que passa por crise na segurança pública

access_time17/01/2019 20:45

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), afirmou nesta quinta-feira (17) que solicitou ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, o reforço de 90 agentes penitenciários para atuarem nos presídios do estado.

A declaração foi dada após reunião entre Santana e Moro no Ministério da Justiça, em Brasília. O Ceará vem, desde as primeiras semanas do ano, sofrendo uma série de ataques promovidos por organizações criminosas.

Também participaram do encontro em Brasília os secretários estaduais de Segurança Pública, André Costa, e da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque.

“Foi uma reunião boa, viemos fazer um diagnóstico da situação, e solicitar recursos, agentes penitenciários nas unidades prisionais do Ceará e também a necessidade de manter, mesmo com a queda significativa das ações no Ceará, manter o estado de alerta, acompanhamento e monitoramento tanto das forças do estado como também a presença da Força Nacional”, declarou Santana.

A TV Globo questionou o Ministério da Justiça sobre a possibilidade de atender ao pedido de reforço de agentes penitenciários. Até a última atualização desta reportagem, a pasta não havia respondido.

O governador afirmou ainda que vai avaliar se será necessário pedir a prorrogação da presença da Força Nacional no estado. O prazo inicial vai até o fim do mês.

“Vamos acompanhar, estamos com praticamente 15 dias, na metade [do prazo]. Vamos acompanhar como que vai ser o resultado dos próximos dias para a gente tomar outra decisão”, disse.

'Terrorismo'
Na avaliação de Santana, os atos no Ceará devem ser classificados como “terrorismo”. Ele defendeu uma revisão na legislação sobre o tema.

“Utilizar bombas para explodir viaduto, derrubar torre de transmissão de energia. Isso só pode ser classificado como terrorismo. Então defendo isso. Tem que rever a lei antiterrorismo para que possa evitar que esse time de crime possa acontecer”, declarou.

A mudança na legislação foi defendida por Sérigo Moro durante entrevista à GloboNews na última terça-feira (15).

Medidas para conter ataques
Santana também falou sobre o pacote de medidas que sancionou nos últimos dias para tentar combater a escalada da violência. Uma das iniciativas prevê o pagamento de recompensas para quem der informações sobre criminosos ou passar dados úteis para prevenir crimes.

“Aproveitei para criar a lei da recompensa. Pessoas que possam dar informação que possa levar à elucidação de crimes, nós vamos recompensar. Podem variar [as recompensas] de R$ 1 mil até R$ 30 mil”, contou Santana.

Ele também disse que aumentou o teto para pagamento de horas extras a policiais e bombeiros – de 48 para 84 horas extras – e convocou policiais que estavam aposentados.

O governador informou ainda que os criminosos estavam utilizando explosivos roubados no ano passado para realizar os ataques.

“Houve um assalto ano passado no Ceará quando roubaram quase 6 toneladas de explosivo. Pegamos cinco toneladas no sábado e ontem 700 kg. Tudo isso estava sendo usado. Isso é trabalho de inteligência. Era o mesmo material sendo utilizado”, disse Santana.





Por: Elisa Clavery e Gustavo Garcia, TV Globo e G1

Outras notícias

Comentários