Banner Outras
Notícias recentes
Alexandre de Moraes determina quebra de sigilo de investigados e bloqueio de perfis na internet

Alexandre de Moraes determina quebra de sigilo de investigados e bloqueio de perfis na internet

access_time27/05/2020 18:58

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou nesta quarta-feira (27)

Justiça destina aeronave apreendida com droga às forças de segurança de MT

Justiça destina aeronave apreendida com droga às forças de segurança de MT

access_time19/10/2018 17:47

Uma aeronave, apreendida em março deste ano com 350 quilos de drogas será utilizada pelo Centro Inte

Japão recorda 73 anos do bombardeio nuclear de Hiroshima

Japão recorda 73 anos do bombardeio nuclear de Hiroshima

access_time07/08/2018 08:33

Uma sirene foi ouvida nesta segunda-feira (6) em Hiroshima, 73 anos depois do primeiro bombardeio nu

Governo aumenta previsão de crescimento da economia para 0,85%
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Governo aumenta previsão de crescimento da economia para 0,85%

access_time10/09/2019 10:11

O governo aumentou ligeiramente a previsão para o crescimento da economia brasileira de 0,81% para 0,85%, neste ano. A estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, foi divulgada hoje (10), no boletim Macro Fiscal.

“Projeta-se a recuperação da atividade a partir de setembro deste ano, como resposta dos efeitos iniciais do corte de juros, da elevação da confiança e início das liberações de recursos do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço", diz o relatório.

Inflação
A estimativa para a inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), passou de 3,8% para 3,6%, em 2019.

Segundo o boletim, a revisão para baixo na estimativa foi causada pela “descompressão” dos preço de alimentos. “Após choque de alta desses preços no primeiro trimestre, houve reversão parcial no segundo trimestre, com tendência mantida para os meses de julho e agosto”. O boletim também destacou os reajustes de combustíveis e energia elétrica e a “relativa estabilidade da inflação de serviços”.

A previsão para 2019 está abaixo do centro da meta de inflação, definida pelo Conselho Monetário Nacional, que é 4,25% em 2019, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.





Por: Kelly Oliveira – Repórter da Agência Brasil

Outras notícias

Comentários