Banner Outras
Notícias recentes
Homem é suspeito de sequestrar ex-mulher e matar o namorado dela a tiros em MT

Homem é suspeito de sequestrar ex-mulher e matar o namorado dela a tiros em MT

access_time30/12/2018 14:49

José Antônio de Assis é suspeito de sequestrar a ex-mulher dele, Larícia Melhorança Reyes e de matar

Humorista Zelensky vence eleição presidencial na Ucrânia

Humorista Zelensky vence eleição presidencial na Ucrânia

access_time22/04/2019 08:45

O humorista Vladimir Zelensky é o vencedor do segundo turno das eleições presidenciais na Ucrânia, r

Cientistas criam lentes de contato que dão zoom ao piscar

Cientistas criam lentes de contato que dão zoom ao piscar

access_time30/07/2019 11:21

Um grupo de cientistas da universidade de San Diego, na Califórnia, criou um protótipo de lente de c

Governo do AM confirma 42 novas mortes em presídios; total chega a 57
Parentes de detentos bloqueiam entrada de um presídio em Manaus (AM) - Reuters/Sandro Pereira/Direitos reservados

Governo do AM confirma 42 novas mortes em presídios; total chega a 57

access_time28/05/2019 08:04

O governo do Amazonas informou que foram encontrados, nesta segunda-feira (27), 42 detentos mortos. De acordo com a secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap), as mortes ocorreram no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 1), no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), todos localizados em Manaus (AM). Os corpos apresentavam indícios de morte por asfixia.

As mortes ocorrem um dia após 15 detentos do Compaj terem sido assassinados. Ao todo, o número de mortos no sistema prisional chega a 57. 

Por meio de nota, o Ministério da Justiça e Segurança Pública disse que enviará uma Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) para atuar no complexo penitenciário. Segundo o comunicado da pasta, o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) aguarda a formalização do pedido, mas já está tomando as providências para o deslocamento da equipe. O governo do Amazonas informou que já oficializou a solicitação de atuação de uma equipe de intervenção prisional para o estado.

Mortes
Em nota divulgada nesse domingo (26), a Seap informou que as mortes ocorreram durante uma “briga entre presos” dos pavilhões 3 e 5, e que, após o acionamento do Batalhão de Choque da Polícia Militar, a situação no Compaj estava sob controle. Nenhuma fuga foi registrada e nenhum agente penitenciário foi ferido durante o tumulto de ontem. A briga começou durante o horário de visitação.

Segundo governo do estado, a Seap iniciou investigações para identificar os responsáveis pela ocorrência de domingo. As mesmas medidas serão tomadas em relação às mortes registradas nesta segunda-feira. Os resultados destas apurações serão encaminhados à Justiça. A secretaria também vai adotar medidas disciplinares nos presídios, a exemplo do que fez no Compaj. 

O Ministério da Justiça informou que alguns presos serão transferidos para penitenciárias federais.





Por: Da Agência Brasil

Outras notícias

Comentários