anuncie aqui
Notícias recentes
Príncipe Harry e Meghan Markle devolvem R$ 35 milhões em presentes de casamento

Príncipe Harry e Meghan Markle devolvem R$ 35 milhões em presentes de casamento

access_time02/06/2018 09:07

O príncipe Harry e Meghan Markle devolverão £ 7 milhões - o equivalente a cerca de R$ 35 milhões - e

Prefeitura recupera mais pontes no Distrito de União do Norte

Prefeitura recupera mais pontes no Distrito de União do Norte

access_time13/08/2018 13:30

Secretaria Municipal de Transportes de Peixoto de Azevedo está com várias frentes de trabalho no Dis

MT tem 11 mortes confirmadas por H1N1 em 2018, aponta secretaria

MT tem 11 mortes confirmadas por H1N1 em 2018, aponta secretaria

access_time31/05/2018 07:50

Mato Grosso já registra 11 mortes confirmadas por gripe influenza apenas este ano, segundo boletim e

Governo estuda enviar proposta única da reforma da Previdência
Wilson Dias/Agência Brasil

Governo estuda enviar proposta única da reforma da Previdência

access_time12/01/2019 07:33

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse hoje (11) que a tendência do governo é apresentar uma única proposta de reforma da Previdência para o Congresso. Com isso, não seriam levadas propostas avulsas para categorias específicas. “Estamos discutindo dentro da equipe técnica e a tendência é uma única proposta preparando o sistema para o futuro. É a tendência nesse momento”, disse o ministro após solenidade no Clube do Exército.

Isso não significa que os militares serão incluídos na reforma preparada pelo governo Jair Bolsonaro. A possibilidade ainda está em estudo pela equipe técnica coordenada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. O novo comandante do Exército, general Edson Leal Pujol, que assumiu o posto nesta segunda-feira, é contrário à inclusão dos militares na reforma da Previdência.

Na opinião do general, o sistema previdenciário das Forças Armadas não deveria ser modificado na reforma da Previdência. “A intenção minha, como comandante do Exército, se me perguntarem, [é que] nós não devemos modificar o nosso sistema”.

Segundo Lorenzoni, haverá uma “reunião preparatória” na próxima segunda-feira (14) para tratar da reforma, mas a proposta só será levada para apreciação do presidente na semana seguinte. Ele acrescentou que o governo trabalha por uma reforma que “não sacrifique ninguém”.

“Queremos uma reforma que não sacrifique ninguém. Onde salvemos o sistema previdenciário brasileiro, que seja possível o equilíbrio fiscal do Brasil. Vamos apresentar uma reforma que, ao mesmo tempo, permita o equilíbrio fiscal mas é fraterna, tem olhar humano para todos os brasileiros”.

Medidas provisórias 
O ministro também disse que as medidas provisórias sobre flexibilização do posse de armas  e de combate a fraudes previdenciárias devem sair no início da próxima semana. Segundo ele, os textos estão “nos ajustes finais”.





Por: Agência Brasil

Outras notícias

Comentários