anuncie aqui
Notícias recentes
Mineradora e piscicultores são autuados por jogarem resíduos em córrego de MT

Mineradora e piscicultores são autuados por jogarem resíduos em córrego de MT

access_time30/01/2019 07:18

Uma mineradora e um reservatório destinado à piscicultura na região de Poconé, a 104 km de Cuiabá, f

Horário de verão começa à 0h deste domingo; mato-grossenses devem adiantar relógio em 1 hora

Horário de verão começa à 0h deste domingo; mato-grossenses devem adiantar relógio em 1 hora

access_time03/11/2018 15:36

O horário de verão deste ano começa à meia-noite deste domingo (4), quando os moradores de Mato Gros

Juliana Paes posa ao lado do astro hollywoodiano George Clooney

Juliana Paes posa ao lado do astro hollywoodiano George Clooney

access_time08/06/2018 11:52

Juliana Paes está com tudo! Ela publicou no seu perfil no Instagram nesta sexta-feira (8) uma foto e

Governo publica decreto sobre armas; civis não podem adquirir fuzis

Governo publica decreto sobre armas; civis não podem adquirir fuzis

access_time22/05/2019 09:59

O governo federal publicou hoje (22) novo decreto que altera regras do Decreto nº 9.785, de 7 de maio de 2019, que trata da aquisição, cadastro, registro, posse, porte e comercialização de armas de fogo no país. Em nota, o Palácio do Planalto informou que as mudanças foram determinadas pelo presidente Jair Bolsonaro “a partir dos questionamentos feitos perante o Poder Judiciário, no âmbito do Poder Legislativo e pela sociedade em geral”.

O novo decreto (nº 9.797, de 21 de maio 2019) está publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (22).

Entre as alterações está o veto ao porte de armas de fuzis, carabinas ou espingardas para cidadãos comuns. Além de mudanças relacionadas ao porte de arma para o cidadão, há outras relacionadas à forças de segurança; aos colecionadores, caçadores e atiradores; ao procedimento para concessão do porte; e sobre as regras para transporte de armas em voos, que voltam a ser atribuição da Agência Nacional de Aviação Civil.

Também foram publicadas hoje retificações no decreto original que, segundo a Presidência, corrige erros meramente formais no texto original, como numeração duplicada de dispositivos, erros de pontuação, entre outros.





Por: Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasi

Outras notícias

Comentários