anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Bando almejava roubar R$ 30 milhões em assalto na Brinks em Confresa

Bando almejava roubar R$ 30 milhões em assalto na Brinks em Confresa

access_time06/05/2023 10:14

O grupo de bandidos fortemente armado que invadiu Confresa no último dia 9 de abril, almejava levar

Ex-secretário de Saúde de Cuiabá é alvo da PF na quarta fase da Operação Curare

Ex-secretário de Saúde de Cuiabá é alvo da PF na quarta fase da Operação Curare

access_time20/04/2023 10:21

O ex-secretário municipal de saúde, Milton Corrêa da Costa Neto, foi um dos alvos da 4ª fase da Oper

Menino de 8 anos cai em rio e morre afogado em Guarantã

Menino de 8 anos cai em rio e morre afogado em Guarantã

access_time09/01/2024 09:45

Um menino de 8 anos morreu afogado após cair no rio 22, em Guarantã do Norte, na segunda-feira (08).

Hamas entrega 20 reféns à Cruz Vermelha após sete horas de atraso
Foto: Reprodução/Twitter/x/@israel

Hamas entrega 20 reféns à Cruz Vermelha após sete horas de atraso

Hamas entrega 20 reféns à Cruz Vermelha após sete horas de atraso

access_time25/11/2023 18:30

O grupo terrorista palestino Hamas afirmou neste sábado, 25, que 13 reféns israelenses e 7 estrangeiros foram liberados ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). O acordo com Israel previa soltura antes do prazo de meia-noite. Os reféns agora seguem “a caminho do ponto de passagem de Rafah” em direção ao Egito, segundo informações do Exército israelense. Conforme estabelecido na negociação, 39 prisioneiros palestinos, incluindo mulheres e adolescentes menores de 19 anos, que foram detidos no território israelense, devem ser libertados. A decisão veio após atraso e incerteza dada pelo Hamas, que chegou a acusar Israel de “quebra de acordo” neste final de semana. Autoridades do Egito e Catar negociaram e mantiveram contato com ambos os lados da Guerra no Oriente Médio. “Os obstáculos à libertação de prisioneiros foram superados através de contatos entre o Catar e o Egito com ambos os lados”, postou o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros catari, Majed al-Ansari.

Autoridades israelenses classificaram o avanço das negociações como “significativas”. Na última sexta-feira, 24, o grupo armado palestino liberou 24 pessoas do território na Faixa de Gaza. Todos eles haviam sido sequestrados no dia 7 de outubro, incluindo 13 israelenses, dez tailandeses e um filipino. Em Tel Aviv, por sequência, 39 pessoas foram liberadas. Este acordo tomou força no início da semana, após as duas partes combinarem trégua de quatro dias na guerra.





Por: Jovem Pan com informações da AFP

Outras notícias

Comentários