Spigreen
Notícias recentes
Rosa Weber indefere pedido para fechar fronteira com Venezuela

Rosa Weber indefere pedido para fechar fronteira com Venezuela

access_time07/08/2018 08:10

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, indeferiu o pedido formulado pelo governo de Ror

Abertura de empresa demora em média duas horas em MT

Abertura de empresa demora em média duas horas em MT

access_time17/01/2019 21:00

Desde que a Junta Comercial (Jucemat) aboliu os papeis e entrou na era digital, os empresários de Ma

Menino de 2 anos é internado e médicos chamam a PM por suspeita de espancamento

Menino de 2 anos é internado e médicos chamam a PM por suspeita de espancamento

access_time18/11/2019 22:26

Um menino de apenas 2 anos foi internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Juína, nesse domi

Incêndio florestal ameaça detonar munições da Segunda Guerra
Fumaça do incêndio pôde ser sentida em Berlim, a 200 quilômetros de distância — Foto: Jens Büttner/dpa/AFP

Incêndio florestal ameaça detonar munições da Segunda Guerra

Bombeiros evacuam vilarejos e lutam contra as chamas no leste da Alemanha. Fogo, que já atingiu mais de 400 hectares de floresta, se aproxima de terreno onde há toneladas de explosivos da antiga marinha nazista

access_time01/07/2019 18:52

Cerca de 400 bombeiros e soldados das Forças Armadas da Alemanha trabalham nesta segunda-feira (1º) para combater um dos maiores incêndios florestais já registrados no estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, no leste do país.

Até o início da tarde, o incêndio já havia afetado 430 hectares de floresta a cerca de 50 quilômetros a sudoeste da cidade de Schwerin. Agora as autoridades temem que as chamas invadam uma antiga área militar onde estão enterradas toneladas de antigas munições, muitas delas da época da Segunda Guerra Mundial.

O secretário do Meio Ambiente de Mecklemburgo, Till Backhaus, afirmou que serviços de emergência estão lutando para conter o incêndio por causa das munições não detonadas no solo. Durante a tarde, as chamas chegaram a aproximadamente 50 metros do terreno onde estão enterradas as munições.

As autoridades estimam que 45 toneladas de explosivos e munições ainda estejam enterradas na área, que abrigou um antigo paiol da Kriegsmarine (marinha de guerra da Alemanha nazista) até 1945.

Veículos especiais e helicópteros do Exército dão apoio aos bombeiros, que estão sendo obrigados a ficar a um quilômetro de distância das chamas perto da antiga área militar por causa do risco de explosões.

Cerca de 650 pessoas de três cidades e 100 crianças que estavam em um acampamento de férias perto das chamas foram retiradas da região pelos bombeiros nesta segunda-feira.

A escala do incêndio levou a fumaça a se deslocar para os estados vizinhos de Brandemburgo, Berlim e Saxônia. As autoridades pediram aos moradores que fechem suas janelas e portas.

O cheiro do incêndio podia ser facilmente sentido na capital alemã, que fica a 200 quilômetros, nesta segunda-feira. "O cheiro é irritante, mas não perigoso", escreveu o serviço de bombeiros de Berlim no Twitter.

As autoridades suspeitam que a origem do incêndio é criminosa, e acreditam que ele foi iniciado deliberadamente em três locais diferentes. Os primeiros registros de chamas ocorreram na sexta-feira, mas as autoridades informaram pouco depois que elas haviam sido extintas. No domingo, contudo, a região voltou a ser atingida por um incêndio em outro ponto.





Por: Por Deutsche Welle

Outras notícias

Comentários