Banner Outras
Notícias recentes
Natal Solidário do Instituto Cometa em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social

Natal Solidário do Instituto Cometa em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social

access_time26/10/2019 10:31

Já reparou que no Natal as coisas mais simples que enchem nosso coração de felicidades, pode ser um

Escola sem Partido avança em comissão da Câmara

Escola sem Partido avança em comissão da Câmara

access_time23/11/2018 07:00

Após diversas tentativas frustradas, o projeto Escola sem Partido avançou na Câmara dos Deputados. E

Detentos cavam túnel em presídio de MT e estocam terra em sacos dentro de cela

Detentos cavam túnel em presídio de MT e estocam terra em sacos dentro de cela

access_time07/01/2019 08:29

Um túnel escavado por detentos da Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino, conhecido como Ferrugem, que

Interrupção de energia e variação no valor da fatura geram 700 mil reclamações em um ano em MT

Interrupção de energia e variação no valor da fatura geram 700 mil reclamações em um ano em MT

Dados da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos (Ager) apontam 580 mil reclamações por interrupção e 24 mil por variação no valor do consumo de energia

access_time29/11/2018 12:58

Foram registradas 700 mil reclamações quanto aos serviços de energia elétrica em Mato Grosso, entre setembro de 2017 e agosto deste ano, de acordo com dados da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos (Ager).

Um total de 580 mil reclamações foram por interrupção de energia e 24 mil por variação no valor do consumo de energia.

O servidor público Nilton Pereira Pinto contou que todos os meses existe acréscimo de 30% no calor da conta de energia, sem modificar a rotina. Ele alegou que sempre entra em contato com a concessionária de energia para registrar reclamação.

“Eu não sei de onde vem essa justificativa para todos os meses ter essa diferença de 20% a 30%, no valor da conta de energia que pagamos”, disse.

Em Mato Grosso, a responsabilidade da fiscalização da Energisa é realizada pela Ager, que também fiscaliza as interrupções no fornecimento e o faturamento, segundo o coordenador regulador de energia, Thiago Alves Bernardes.

“A equipe de fiscalização vai a campo e verifica se existe alguma inconformidade e constatando isso a empresa é notificada e tem a possibilidade de apresentar a defesa”, afirmou.

O coordenador explicou que a Energisa recebeu três autos de infração que somam R$ 6,5 milhões. “Esses três autos de infração foram aplicados nos anos de 2016 e 2017, que somaram mais de R$ 6 milhões”, afirmou.

Por meio de nota, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que o consumidor pode ajudar a fiscalização por meio de denúncias, no entanto, é necessário verificar dois fatores. Primeiro, se houve aumento do consumo nos últimos meses e, segundo, se houve uma alteração tarifária nos meses observados.

O diretor presidente da Energisa, Riberto José Barbanera, explicou que o reajuste das tarifas de energia é realizado apenas no mês de abril de cada ano. Ele contou que a empresa recebe por mês 35 mil ocorrências de problemas com a energia.

“Isso se deve a vários fatores, e principalmente por conta de árvores que muitas vezes tocam nas redes e derrubam a energia e não temos a autorização para fazer a pode dessa vegetação”, afirmou.





Por: TV Centro América

Outras notícias

Comentários