Camara Peixoto
Notícias recentes
Testes da vacina chinesa contra a Covid-19 começam em MT

Testes da vacina chinesa contra a Covid-19 começam em MT

access_time08/10/2020 08:12

A testagem da vacina chinesa contra a Covid-19, identificada como Coronavac, do laboratório Sinovac

Fazendeiro morto em grave acidente em rodovia no Médio Norte é transladado para Minas Gerais

Fazendeiro morto em grave acidente em rodovia no Médio Norte é transladado para Minas Gerais

access_time04/06/2022 10:31

O corpo do fazendeiro José Moreira Pereira, de 67 anos, está sendo transladado para cidade de Cambuí

Senado aprova PEC Paralela da Previdência em primeiro turno

Senado aprova PEC Paralela da Previdência em primeiro turno

access_time07/11/2019 08:44

O plenário do Senado aprovou, em primeiro turno, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (

Investigação internacional mostra que míssil que derrubou voo na Ucrânia era russo
Destroços do voo MH17, da Malaysia Airlines, que foi derrubado na Ucrânia (Foto: Peter Dejong/AP)

Investigação internacional mostra que míssil que derrubou voo na Ucrânia era russo

Voo MH17 da Malaysia Airlines de julho de 2014 foi derrubado por míssil que partiu de base aérea em Kursk. Rússia nega envolvimento com o incidente.

access_time24/05/2018 10:59

A equipe internacional que investiga a tragédia do voo MH17 da Malaysia Airlines de julho de 2014 na Ucrânia revelou pela 1ª vez nesta quinta-feira (24) que o míssil utilizado para derrubar o avião foi transportado por uma brigada militar russa.

A Equipe de Investigação Conjunta "chegou à conclusão de que o BUK-TELAR que derrubou o voo MH17 veio da 53ª Brigada de Mísseis Antiaéreos com base em Kursk, Rússia", afirmou o investigador holandês Wilbert Paulissen, segundo a France Presse.

"A 53ª Brigada integra as Forças Armadas da Rússia", delcarou em uma entrevista coletiva na Holanda. Após a divulgação da constatação da investigação, o Ministério de Defesa da Rússia voltou a negar envolvimento com a queda do avião, de acordo com a agência russa Tass.

O avião, que tinha 298 pessoas a bordo, ia de Amsterdam (Holanda) para Kuala Lumpur (Malásia). Ele caiu quando passava pelo leste da Ucrânia, cenário do conflito entre o exército de Kiev e os rebeldes separatistas pró-russos.

Desde o início a Ucrânia acusou os serviços secretos russos de planejar a queda do avião. A acusação era negada tanto pelos separatistas pró-russos como pelo governo russo, que acusavam Kiev de atacar a aeronave com um de seus caças.





Por: G1

Outras notícias

Comentários