Kurupí
Notícias recentes
Raio mata oito vacas e bezerros em pasto

Raio mata oito vacas e bezerros em pasto

access_time17/01/2020 21:19

Oito animais morreram após a queda de um raio em um pasto na Gleba Mercedes, em Sinop, a 200 km de P

Casa Branca convidou Putin a visitar Washington

Casa Branca convidou Putin a visitar Washington

access_time27/10/2018 09:54

A Casa Branca convidou o presidente da Rússia, Vladimir Putin, a visitar Washington, informou o cons

Fiscalização em embarga quase 11 mil hectares por desmatamento ilegal

Fiscalização em embarga quase 11 mil hectares por desmatamento ilegal

access_time01/09/2019 11:06

Uma força tarefa embargou em Mato Grosso, na última semana, 10.864 hectares por desmatamento ilegal

Irã enviará caixas pretas de avião para a Ucrânia

Irã enviará caixas pretas de avião para a Ucrânia

access_time18/01/2020 11:42

O Irã está enviando à Ucrânia as caixas pretas do avião ucraniano que seu exército acidentalmente derrubou neste mês, informou a agência de notícias Tasnim, neste sábado.

As autoridades iranianas também estão preparadas para que especialistas de França, Canadá e Estados Unidos examinem os dados das caixas, disse a agência de notícias semi-oficial.

Todas as 176 pessoas a bordo do avião morreram quando o voo da Ukrainian International Airlines foi derrubado, em 8 de janeiro, após sair de Teerã em direção à capital ucraniana Kiev.

“Com o uso da expertise de países como França, Canadá e EUA, tentaremos ler (os dados registrados do voo) em Kiev”, teria dito Hassan Rezaifar, diretor no comando das investigações do acidente pela Organização de Aviação Civil do Irã, segundo a Tasnim.

“Se essa tentativa não for bem sucedida, a caixa preta será enviada à França”.

As caixas pretas não serão lidas no Irã, disse Rezaifar, segundo a Tasnim.

Cinquenta e sete dos mortos eram canadenses. O primeiro-ministro Justin Trudeau, que estava pressionando por uma investigação completa sobre a queda do avião, disse na sexta-feira que o Irã deveria enviar as caixas pretas para a França para análise.





Por: Reuters

Outras notícias

Comentários