anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Liberação da cannabis no Uruguai manteve privilégios e exclusões

Liberação da cannabis no Uruguai manteve privilégios e exclusões

access_time06/08/2023 00:02

Comprar maconha em farmácias e consumir nas ruas são situações que se normalizaram no Uruguai 10 ano

Em noite de Suárez, Grêmio supera Botafogo por 4 a 3 de virada

Em noite de Suárez, Grêmio supera Botafogo por 4 a 3 de virada

access_time10/11/2023 07:53

O ditado que diz que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar não valeu na noite desta quinta-feira

A última decisão de Lewandowski no STF

A última decisão de Lewandowski no STF

access_time11/04/2023 06:44

Antes de deixar o Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira, 11, o ministro Ricardo Lewandow

Israel diz que Irã vai pagar no ‘momento certo’ pelo ataque com drones e mísseis
O Irã lançou no sábado 23 um ataque com drones e mísseis contra Israel. Foto: Reprodução

Israel diz que Irã vai pagar no ‘momento certo’ pelo ataque com drones e mísseis

Benny Gantz, membro do Gabinete de Guerra israelense, anunciou a formação de uma coalizão regional durante reunião do grupo; ONU e G7 também discutirão crise no Oriente Médio

access_time14/04/2024 12:05

O membro do Gabinete de Guerra de IsraelBenny Gantz, afirmou que o Irã pagará “no momento certo” pelo ataque feito ao país. “Construiremos uma coalizão regional e cobraremos o preço do Irã da maneira e no momento certo para nós”, afirmou Gantz em comunicado oficial. Segundo o porta-voz da Diplomacia Pública de Israel, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou que o país irá “ferir qualquer um” que tenha planos de atacar Israel. “O primeiro-ministro disse que vai ferir qualquer um que tenha planos de nos atacar ou que aja nesse sentido. O irã continua a desestabilizar o mundo e a trazer perigo para a região […]. Nenhum país no mundo toleraria ameaças repetidas dessa natureza”, disse o porta-voz da Diplomacia Pública de Israel, Avi Hyman. “Houve um tempo que os judeus não tinham defesa e não tinham como se proteger. Hoje os judeus têm Israel e nós vamos defender nosso direito de viver livremente na nossa terra”, contestou.

O Gabinete de Guerra de Israel se reuniu na tarde deste domingo (14), por volta das 16h (10h em Brasília), para definir como será a resposta do país contra o ataque direto lançado pelo Irã na noite de sábado (14). As autoridades israelenses prometeram que a ação iraniana não ficará sem resposta, ao passo que o ministro das Relações Exteriores da nação persa, Hossein Amir-Abdollahian, afirmou que Teerã teria informado a países vizinhos sobre o ataque de sábado com 72 horas de antecedência. O Gabinete, composto pelo primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, o líder da oposição, Benny Gantz, e o ministro da Defesa, Yoav Gallant, recebeu autorização do Gabinete de Segurança Interna para tomar decisões sobre a resposta sem necessidade de aprovação prévia. Gallant, em uma declaração televisionada horas antes da reunião, afirmou que o confronto com o Irã “não acabou”, contrariando a sinalização de Teerã de que a ofensiva encerraria as questões envolvendo os dois países. Já as autoridades iranianas reforçaram o discurso apresentado imediatamente após o disparo dos drones e mísseis, de que a operação se tratou de uma ação de legítima defesa, em acordo com a lei internacional.





Por: Luisa Cardoso da Jovem Pan

Outras notícias

Comentários